Indústria

Mitsubishi não sai da Europa. Novos modelos a caminho produzidos com o Grupo Renault

Depois de ter anunciado o fim de produtos novos na Europa, a Mitsubishi confirmou que vai produzir novos modelos para o mercado do velho continente.

Muito se tem escrito sobre a continuidade da Mitsubishi na Europa estar ameaçada, muito por culpa do novo plano estratégico focado na Ásia. Mas agora, o anúncio da produção de novos modelos na Europa a partir de 2023, parece contrariar tudo isso.

Há uns meses reportávamos sobre o futuro da Mitsubishi no velho continente, já que do último processo de reestruturação da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi tinha saído uma nova estratégia onde cada membro desta tríade se iria focar nas suas regiões mais rentáveis.

No caso da Mitsubishi, essas regiões são o Sudeste Asiático e a Oceânia, que rendem quase cinco vezes mais do que todas as outras regiões globais — onde se encontra representada — combinadas.

VÊ TAMBÉM: Imparável. Este Mitsubishi Space Star tem mais de 600 mil quilómetros

Na sequência desta reestruturação, a Mitsubishi anunciou que ia deixa de haver produtos novos na Europa, ficando apenas a comercialização de modelos já lançados até ao fim do seu ciclo de vida comercial e o serviço de após-venda.

Aliança-Renault-Nissan-Mitsubishi
Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi anunciou novo plano estratégico em 2020.

Mas agora, a história da marca dos três diamantes na Europa parece ter ganho um novo capítulo, com o anúncio de um acordo de cooperação para a produção de novos modelos na Europa a partir de 2023, com o Grupo Renault.

De acordo com a marca nipónica, estes novos modelos, que serão produzidos nas fábricas do Grupo Renault, “vão reforçar a gama de produto da Mitsubishi na Europa, iniciando uma importante atualização, que irá ter já início em maio, com o lançamento do novo Eclipse Cross PHEV”.

Mitsubishi Eclipse Cross
Novo Mitsubishi Eclipse Cross chega ao nosso país durante o segundo trimestre de 2021.

“Estou muito feliz por ver a Mitsubishi Motors construir uma nova gama de produtos na Europa. A Aliança tem como objetivo aumentar a competitividade e permitir uma partilha de recursos mais eficaz para benefício de todas as três empresas que a compõem”, explica Jean-Dominique Senard, presidente do Alliance Operating Board e da Renault.

A Mitsubishi Motors saúda com agrado os modelos de origem Renault para o mercado europeu. Este acordo irá proporcionar-nos a disponibilização de novos produtos desenvolvidos e fabricados na Europa, lado a lado com o nosso negócio de após venda, que manterá a sua atividade.

Takao Kato, CEO da Mitsubishi Motors

Luca de Meo, diretor executivo do Grupo Renault, também reagiu ao anúncio: “Esta iniciativa pragmática e direcionada para a perceção de valor fará a diferença nas nossas fábricas, na presença do nosso parceiro no mercado e nas ruas europeias. Este projeto cumpre todas as expectativas do nosso parceiro, tanto em termos de design, como do cumprimento da legislação em vigor e da perspetiva de negócio”.

Foi para este tipo de cooperação que a Aliança foi criada e, no Grupo Renault, estamos muitos felizes por podermos contribuir para este novo passo na sua história de cooperação.

Luca de Meo, diretor executivo do Grupo Renault
Mitsubishi Outlander
Novo Mitsubishi Outlander já se deu a conhecer e a evolução é evidente.

Recorde-se que a Mitsubishi anunciou há menos de um mês o novo Outlander, que partilha a plataforma com o Nissan Rogue (o futuro X-Trail), sendo este o primeiro modelo da marca do país do sol nascente a ser desenvolvido sob a alçada da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi.

Sabe responder a esta?
Em que ano foi apresentado o mítico Renault 5 Maxi Turbo?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Renault 5 Turbo celebra 40 anos. A história (quase) completa

Mais artigos em Notícias