Apresentação

Jaguar “ressuscita” o C-Type para comemorar o aniversário do modelo

Como forma de celebrar o 70º aniversário do Jaguar C-Type, a marca britânica decidiu voltar a produzir o modelo. No total serão produzidas oito unidades.

Originalmente nascido em 1951 e produzido até 1953, o Jaguar C-Type, um modelo de competição, prepara-se para renascer pela mão da Jaguar Classic Works.

A decisão de produzir uma série (muito) limitada de novos/velhos C-Type nasceu como forma de comemorar o 70º aniversário do modelo que chegou a vencer as 24 Horas de Le Mans.

No total serão produzidas (à mão) oito unidades de continuação do C-Type. Estas vão seguir as mesmas especificações do C-Type que venceu Le Mans em 1953. Isto significa que vão contar com travões de disco e com um motor de seis cilindros em linha com 3.4 l alimentado por um carburador triplo Weber 40DCO3 e 220 cv.

VÊ TAMBÉM: Jaguar F-Type recebe uma edição limitada para homenagear o E-Type
Jaguar C-Style

Seguir o exemplo

Como bem sabes, esta não é a primeira vez que a Jaguar Classic se dedica a ressuscitar modelos icónicos da sua história, tendo já produzido unidades de continuação dos Lightweight E-Type, XKSS e D-Type.

Para produzir o C-Type novamente, os engenheiros da Jaguar Classic recorreram aos arquivos da Jaguar, a dados digitalizados de um C-Type original e ainda ao historial e aos desenhos originais de engenharia do modelo. A juntar a tudo isto, os dados CAD de engenharia também foram utilizados num configurador online. Este permite aos clientes visualizarem o seu C-Type.

Por lá estes podem comparar as cores e revestimentos que podem ser selecionadas (há 12 cores originais para o exterior e oito cores interiores) e incluir opções como círculos de competição, um logótipo no volante e uma inscrição no capô.

Jaguar C-Type
A NÃO PERDER: Jaguar F-Pace SVR foi renovado. Ficou ainda mais rápido

 

Pioneiro e vencedor

Com um total de 53 unidades produzidas (43 das quais vendidas a particulares), o Jaguar C-Type tem o seu nome intimamente ligado à competição.

Em 1951, venceu logo na sua estreia nas 24 Horas de Le Mans. Em 1952, estreou na indústria automóvel a tecnologia de travões de disco e com Stirling Moss ao volante alcançou a primeira vitória de um veículo com travões de disco no Grande Prémio de Reims (França) e ainda  participou na Mille Miglia de Itália.

Já em 1953 voltou a conquistar as 24 Horas de Le Mans, tornando-se no primeiro modelo com travões de disco a conquistar a famosa prova gaulesa de resistência.

Em relação aos 43 Jaguar C-Type vendidos a clientes particulares, estes contavam ainda com travões de tambor, carburador duplo SU e 200 cv. Agora, 70 anos depois, a produção é retomada, com algumas novidades e um preço que continua a ser uma incógnita.

Sabe responder a esta?
Quem é o novo CEO da Jaguar Land Rover?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

A Jaguar Land Rover tem um novo CEO: Thierry Bolloré

Mais artigos em Notícias