Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Restomod?

Como seria um Alfa Romeo Giulia GTA a eletrões? O Totem Automobili GT Electric é a resposta

Depois de o ter antecipado em março, a Totem Automobili revelou o seu primeiro GT Electric, um re-imaginado Alfa Romeo Giulia GTA… puramente elétrico.

Heresia? Deixemos essa “discussão filosófica” para outro dia, pois a profundidade das alterações efetuadas neste Totem Automobili GT Electric em relação ao carro que lhe deu base, um Alfa Romeo Giulia GT Junior 1300/1600 (1970-1975), é de tal ordem, que se trata efetivamente de uma outra coisa.

Apenas 10% do chassis original permanece, que foi “fundido” a uma nova base em alumínio e reforçado com uma rollcage integrada. Os painéis da carroçaria deixaram de ser metálicos e passaram a ser em fibra de carbono, o que permitiu depurar ainda mais as linhas do original. Sem esquecer que, à imagem da musa inspiradora, o Giulia GTA, a carroçaria foi devidamente “musculada”.

Para dar forma aos 95 kg de fibra de carbono que contém são necessárias 6000 horas distribuídas por 18 artesãos!

VÊ TAMBÉM: Jaguar E-Type Zero. Gostaram tanto, que vai ser produzido!

E claro, por baixo do capô não vamos encontrar um “venenoso” quatro cilindros em linha — aliás, por baixo do capô não vamos encontrar qualquer motor. Esse, agora elétrico, foi instalado diretamente sobre o eixo traseiro numa nova sub-estrutura criada para o efeito. São 525 cv (518 bhp) e 940 Nm, números completamente impensáveis quando os Giulia GTA dominavam os circuitos da década de 60 — os Giulia GTA mais potentes de estrada fixavam-se nos 115 cv, os de competição nos 240 cv (GTAm).

Com tanta potência e força bastam 3,4s para atingir os 100 km/h, com o motor elétrico a ver as suas necessidades energéticas suprimidas por uma bateria de 50,4 kWh de “apenas” 350 kg. O suficiente para fazer 320 km de autonomia a ritmos… normais.

Um elétrico que finge não ser elétrico

A ironia do Totem Automobili GT Electric revela-se na extensão das medidas a que os seus criadores foram para que a experiência de condução fosse o menos… elétrica possível. Efetivamente tentaram emular tudo o que um motor de combustão interna pode trazer para enriquecer a experiência de condução.

Sim, este elétrico não só faz barulho como é capaz de simular várias curvas de binário e potência, relações de transmissão (já viste o manípulo da caixa no interior?), efeito travão-motor, tal e qual como se tratasse de um genuíno carro com motor de combustão. Todos os parâmetros são customizáveis e podemos escolher entre uma série de motores e alterá-los a nosso gosto.

Para o efeito, o GT Electric vem ainda equipado com 13 altifalantes da McFly, capazes de gerar até 125 dB (!) de som externo, de modo a garantir que todos os ruídos e até vibrações que só um motor de combustão interna pode (podia?) gerar — a Playstation tornou-se real! Um vislumbre do futuro?

Totem Automobili GT Electric
TENS DE VER: Lembras-te deste? GT by Citroën, um superdesportivo (quase só) virtual

Apenas 20 unidades

As primeiras entregas do Totem Automobili GT Electric deverão começar no verão de 2022. Serão produzidas apenas 20 unidades — a maioria já parece ter encontrado dono, diz a Totem Automobili —, com preços a começar nos 430 mil euros!

Mais artigos em Notícias