Antevisão

Opel Astra. O que esperar da próxima geração do compacto alemão

O novo Opel Astra deverá assumir um visual menos conservador e mais próximo ao do Mokka. Quem o diz é o próprio diretor de design da marca.

A nova geração do Opel Astra deverá ser revelada no próximo ano, em 2021, e por isso, aos poucos, vamos sabendo um pouco mais acerca da sexta geração do compacto alemão.

Baseado na plataforma do futuro Peugeot 308 (uma versão atualizada da EMP2), o novo Astra deverá marcar uma mudança radical face ao atual no que ao estilo diz respeito. Quem o afirma é Mark Adams, diretor de design da Opel, que em declarações aos britânicos da Autocar afirmou: “o que o Mokka é para o seu segmento o Astra será para o segmento C”.

Segundo este, “os elementos chave e a ousadia do Mokka passarão para os outros modelos, mas não vamos pegar no seu design e dar-lhe apenas uma nova forma. Vamos usar os mesmos “ingredientes” e criar modelos com base nesses conceitos chave”.

VÊ TAMBÉM: Opel Corsa B 1.0, 3 cilindros e 54 cv. Será que atinge a sua velocidade máxima?

Ora, isto significa que não só o novo Astra deverá assumir um visual bem menos conservador que o da atual geração (quiçá até menos germânico) como deverá ser bastante influenciado pela nova identidade Opel Vizor.

Híbridos a caminho

Tendo em conta que se deverá basear numa evolução da plataforma EMP2, é pouco provável que o novo Opel Astra venha a contar com uma versão 100% elétrica.

Por outro lado, já estão praticamente asseguradas as versões híbridas plug-in, algo que já vemos acontecer no Opel Grandland X. Desta forma, se tudo se mantiver idêntico ao SUV, teremos um Astra híbrido plug-in de tração dianteira e 225 cv de potência combinada enquanto a mais potente deverá apresentar-se com 300 cv de potência combinada, tração integral e, talvez, com a denominação GSi, assumindo-se como a versão mais desportiva da gama.

Opel Astra
Estreados pelo Astra após o último restyling, os novos motor Opel deverão reformar-se com o fim desta geração do compacto alemão.
VÊ TAMBÉM: O motor da minha vida? O motor Diesel da Isuzu

Por fim, tendo em conta que irá recorrer a uma plataforma PSA, a gama de motores do Astra atualmente em comercialização deverá ser abandonada — são ainda todas 100% Opel — e passará a fazer uso de mecânicas PSA.

Atualmente, o Astra e o Insignia são os últimos modelos da Opel a terem sido desenvolvidos debaixo da égide da General Motors e ainda sem influência da PSA.

 

Sabe responder a esta?
Qual é a capacidde da bagageira do Opel Corsa-e?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

“É o novo normal”. Testámos o Opel Corsa-e… o Corsa 100% elétrico

Mais artigos em Notícias