Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Antevisão

Futuro da MINI. O que aí vem para a marca britânica?

Já temos uma ideia do que reserva o futuro da MINI para os próximos anos. Mais modelos elétricos e uma forte aposta no mercado chinês estão nos planos.

Eletrificação, novos modelos e uma forte aposta no mercado chinês, é o que o futuro da MINI promete.

De acordo com o comunicado divulgado pela marca britânica, o futuro da MINI deverá assentar no conceito “Power of Choice”. Este traduzir-se-à não só no investimento numa gama de modelos 100% elétricos como a continuação de modelos equipados com motores a gasolina e gasóleo, pois o ritmo de adoção da eletrificação não é igual em todos os mercados onde a MINI atua.

Acerca desta estratégia, Bernd Körber, diretor da MINI afirma: “Com os dois pilares da nossa estratégia de motorizações, procuramos (…) atender às necessidades dos nossos clientes em todo o mundo (…) isso criará as condições para um maior crescimento e moldará ativamente a transformação da mobilidade”.

VÊ TAMBÉM: MINI Countryman Powered by X-raid. Este é o Countryman mais radical de todos

Elétricos mas não só

Mas como já percebeste, os modelos elétricos vão ter uma especial importância no futuro da MINI. Por isso mesmo, a marca britânica prepara-se para criar um portefólio de modelos 100% elétricos.

Desta forma, ao já conhecido MINI Cooper SE deverá juntar-se um pequeno crossover 100% elétrico. Dado a apetência por crossovers e SUV, não admira que também seja a aposta da MINI para o segmento acima, onde além de estar prometida uma nova geração do Countryman, tanto com motores de combustão e variantes eletrificadas, será acompanhado por um outro crossover exclusivamente elétrico.

O MINI 3 Portas, o mais icónico, a próxima geração, tal como hoje, continuará a ter motores de combustão, mas será também acompanhado por uma versão 100% elétrica, mas em moldes distintos dos que vemos hoje para o Cooper SE. De acordo com os mais recentes rumores, poderá ser um modelo de design idêntico, mas base distinta, desenvolvida em parceria com a parceira chinesa do Grupo BMW, a Great Wall Motors.

MINI Countryman
Ao que parece o Countryman vai ter a companhia de outro crossover na gama MINI.
VÊ TAMBÉM: O design do MINI (R50) explicado, pelo seu designer

China é a aposta

A parceria com a Great Wall Motors e, consequentemente, o mercado chinês, serão de extrema importância para o futuro da MINI e os seus planos expansionistas. Não só o mercado automóvel chinês é o maior do mundo, como hoje em dia já representa cerca de 10% dos modelos entregues pela marca britânica.

Para crescer mais na China, a MINI, em parceria com a Great Wall Motors, quer produzir localmente para deixar de ter o estatuto de marca de importação e dessa forma fomentar as vendas nesse mercado (deixa de ser prejudicada pela prejudicial taxa de importação chinesa).

Segundo a MINI a produção de modelos na China deverá arrancar em 2023. Os modelos a serem lá produzidos serão 100% elétricos e todos eles deverão recorrer a uma nova plataforma exclusiva para modelos elétricos, desenvolvida em conjunto com a Great Wall Motors.

Mais artigos em Notícias