Primeiras unidades chegam em setembro

Volkswagen ID.3 1st (2020). Primeiro contacto em vídeo

O novo Volkswagen ID.3 chega a Portugal em setembro, mas nós já tivemos oportunidade de o conduzir na Alemanha. Um primeiro breve contacto que deu para tirar as «medidas» ao 100% elétrico da Volkswagen.

Em Wolfsburg, Alemanha

Para muitos, o Volkswagen ID.3 é o lançamento mais importante da década para a marca alemã.

Todo o «know-how» do Grupo Volkswagen foi aplicado neste modelo que promete fazer a vida muito complicada ao Nissan Leaf, Renault Zoe, Peugeot e-208, e a todos os modelos 100% elétricos acima dos 30.000 euros.

O Volkswagen ID.3 é a primeira verdadeira ofensiva do «gigante alemão» no segmento dos 100% elétricos e o primeiro modelo assente na nova plataforma MEB, a primeira plataforma da Volkswagen totalmente dedicada a modelos elétricos.

Neste primeiro breve contacto não deu para tirar todas as conclusões sobre o ID.3, mas ficámos seguros de uma coisa: o Volkswagen ID.3 tem todos os ingredientes para se tornar num verdadeiro sucesso de vendas.

Design apelativo, tecnologia convincente, muito espaço a bordo e um conforto de rolamento que não beliscou a componente dinâmica. Em teoria, o Volkswagen ID.3 tem tudo para ser um verdadeiro sucesso de vendas. Será que vai conseguir?

Portugal vai, numa primeira fase, receber 80 unidades do Volkswagen ID.3. Um modelo que a Volkswagen acredita que poderá rivalizar com o Golf na tabela de vendas — recordamos que o Golf tem sido o carro mais vendido da Europa nos últimos anos.

O Volkswagen ID.3 em Portugal

Quem já encomendou o seu Volkswagen ID.3 vai ter duas hipóteses: receber o ID.3 já em setembro, esperando pela atualização de software que vai acontecer no início do próximo ano (com as funções Head-up display com realidade aumentada e App Connect); ou aguardar pelo último trimestre de 2020 para receber o ID.3 já com todas as funções disponíveis.

Os preços do ID.3 First (versão especial de lançamento) começam nos 38 017 euros, e todas recorrem ao pack de baterias de 58 kWh:

  • ID3. First : 38 017 €
  • ID3. First Plus: 43 746 €
  • ID.3 First Max : 49 478 €

O que os distingue? O First Plus oferece equipamento mais orientado para o design, enquanto o First Max oferece equipamento mais orientado para a tecnologia.

Assim sendo, o ID.3 First oferece jantes de 18″ East Derry; luz ambiente 10 cores; consola central com compartimento de arrumação; painéis das portas com acabamento em tecido.

No ID.3 First Plus as jantes são de 19″ Andoya; luz ambiente 30 cores; consola central com compartimento de arrumação iluminado e cobertura deslizante; painéis das portas com acabamento em pele sintética; câmara traseira; LED Matrix; faixa de LED iluminada entre faróis e iluminação de puxadores das portas.

Por fim, no ID.3 First Max as jantes passam a 20″ Sanya; tem head-up display (realidade aumentada); teto panorâmico; compartimento mala de viagens na bagageira; carregamento do smartphone por indução; ajuste lombar pneumático com função de massagem; Travel Assist + Lane Assist + Lane Keeping System + Emergency Assist.

Primeiras impressões

8 / 10
O Volkswagen ID.3 convenceu neste primeiro contacto. A plataforma MEB consegue oferecer aquilo que se espera de uma plataforma 100% dedicada a modelos elétricos: excelente aproveitamento do espaço interior, bom comportamento dinâmico e conforto de rolamento acima da média. As opções de baterias conseguem corresponder às necessidades da maioria dos condutores e o motor elétrico tem potência suficiente para envergonhar alguns modelos desportivos. Neste primeiro capítulo da história da «nova Volkswagen», o ID.3 deu muito bem conta de si.

  • Comportamento;

  • Conforto;

  • Resposta do motor;

  • Tecnologia;

  • Montagem sólida;

  • Insonorização do habitáculo.

  • Sensibilidade da travagem;

  • Escolha de alguns materiais;

Preço

49.478

Data de comercialização: Setembro 2020


Mais artigos em Testes, Primeiro Contacto