Patentes

Portas para quê? Toyota GR Super Sport poderá vir com uma canópia

O Toyota GR Super Sport continua a ser desenvolvido, tanto o de competição como o de estrada, apesar da pandemia ter colocado um travão no calendário.

Foi no início de 2018 que ficámos a conhecer o Toyota GR Super Sport Concept, um inédito hiperdesportivo híbrido derivado diretamente do Toyota TS050 Hybrid — sim, esse mesmo, o vencedor das duas últimas edições das 24 Horas de Le Mans.

As especificações a manterem-se idênticas às que foram anunciadas para o concept, prometem: 1000 cv de potência, resultado da combinação de um 2,4 V6 twin turbo com motores elétricos, que fazem parte do Toyota Hybrid System-Racing (THS-R), diretamente herdado do TS050.

As probabilidades de vermos este “monstro” chegar à estrada mantém-se muito elevadas, mesmo quando temos em conta as consequências da pandemia, que também afetam, e muito, a indústria automóvel.

VÊ TAMBÉM: Toyota abandona desenvolvimento de motores V8? Parece que sim

É ainda intenção da Toyota participar na nova classe Hypercar do WEC, tendo confirmado a sua participação em junho do ano passado. O que implica a produção de, pelo menos, 40 unidades de um modelo homologado para a via pública.

Foi também em junho de 2019 que foi publicado o vídeo em destaque por parte da Toyota Gazoo Racing, onde podemos ver o GR Super Sport a ser conduzido em circuito, com a presença tanto do presidente da Toyota, Akyo Toyoda, como de Shigeki Tomoyama, presidente da Gazoo Racing Company.

VÊ TAMBÉM: Já sabemos quanto custa o Toyota GR Yaris em Portugal

Portas? Não, obrigado

Desde então novidades sobre o desenvolvimento do hipercarro têm sido praticamente nulas, mas recentemente, foi publicado no registo de patentes uma nova patente que poderá estar diretamente relacionada com o híbrido de alta performance.

Patente canópia Toyota

Podemos ver na patente várias ilustrações que revelam o modo de funcionamento de uma canópia para um automóvel. E apesar do carro em si não ter os detalhes do GR Super Sport, a sua volumetria e proporções não enganam: trata-se de um carro com motor central traseiro, a mesma arquitetura do hiperdesportivo.

Passa então a existir esta possibilidade de que a versão de produção do Toyota GR Super Sport possa prescindir de portas para acedermos ao seu interior, com o recurso a uma canópia a tomar o lugar destas.

Ou seja, em vez de duas portas (uma de cada lado), na patente podemos ver uma peça única que inclui não só as janelas laterais como também o para-brisas, que roda para cima, estando a charneira (ponto onde roda) localizada à frente do para-brisas.

Será que o modelo de produção virá mesmo assim? Teremos de aguardar mais um pouco.

O novo Toyota GR Super Sport, de competição, estava previsto iniciar os seus testes em circuito no passado mês de julho, mas estes foram adiados para o próximo mês de outubro.

Tudo por culpa da pandemia, que também empurrou o início da temporada 2020-21 do WEC para março de 2021, onde poderemos ver a estreia, em competição, do novo hipercarro híbrido japonês.

 

Mais artigos em Notícias