Arranque a Frio

24 Horas de Le Mans. Parabéns, Toyota!

A 86ª edição das 24 Horas de Le Mans foram marcadas, finalmente, pela há muito desejada vitória da Toyota. A "maldição" foi finalmente quebrada…

A Toyota esteve perto de vencer as 24 Horas de Le Mans por várias vezes — participou pela primeira vez a nível oficial em 1987 — mas até agora nunca o tinha conseguido. Já se falava em maldição, sobretudo após o fim dramático de 2016, onde a pouco mais de três minutos do final da prova, ao iniciar a última volta, o TS050 Hybrid entregou a “alma ao criador”.

Mas este ano os “deuses” estiveram com a Toyota. Pode-se dizer que sem a Porsche ficou mais fácil, mas sabemos que Le Mans é em si “o” adversário a bater. Velocidade nunca foi o problema do TS050, mas sem problemas mecânicos, sem despistes e sem ninguém a abalroá-los, a vitória estava praticamente garantida. O Toyota TS050 #8 de Sébastien Buemi, Kazuki Nakajima, Fernando Alonso saiu vencedor, seguido do TS050 #7.

Fica para a história a primeira vitória da Toyota — a primeira conseguida por um construtor japonês foi em 1991 pela Mazda —; e a primeira participação e vitória de Fernando Alonso — que procura a “Tripla Coroa” com vitórias no GP Mónaco, 24 Horas de Le Mans e 500 milhas de Indianápolis, só lhe faltando a prova americana para o conseguir.


Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 9h00 da manhã. Enquanto bebes o teu café ou ganhas coragem para começar o dia, fica a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Sabes responder a esta?
Quantas unidades serão produzidas do Toyota Yaris GRMN?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Limitado a 400 unidades. Conduzimos o Toyota Yaris GRMN

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos