Tuning

Injeção de adrenalina. Mais de 225 cv para o MX-5 NC, cortesia da BBR

Conhecida pelos seus Mazda MX-5 "vitaminados", a britânica BBR GTI revela a sua mais recente criação, baseada na anterior geração do roadster: o BBR MX-5 NC Super 225.

O Mazda MX-5 NC, a terceira geração do roadster japonês, pode ser o menos amado dos MX-5, mas tal não significa que não tenha potencial para ser um compacto, mas muito vibrante e divertido desportivo. É o que os britânicos da BBR GTi devem achar, pois a sua mais recente novidade é o BBR MX-5 NC Super 225, baseado no NC.

O nome deixa adivinhar o que esperar da nova proposta da BBR. Fazendo jus ao nome, são 224 bhp (227 cv) de potência os que passam a ser extraídos do bloco de 2.0 l (MZR LF-VE) que equipou a terceira geração do MX-5 — um salto expressivo dos 160 cv originais.

Mais surpreendente se torna o salto de potência quando verificamos que não houve recurso a qualquer tipo de sobrealimentação para o conseguir — continua a ser um motor atmosférico.

VÊ TAMBÉM: Cabelos ao vento. 15 descapotáveis usados até 20 mil euros, com menos de 10 anos

Como é que conseguiram extrair mais 67 cv do mesmo bloco?

Extrair mais potência de um motor atmosférico não é tão fácil como num motor turbo. Para conseguir este expressivo salto em equídeos no bloco atmosférico, a BBR concentrou-se na admissão do quatro cilindros em linha.

A BBR instalou quatro corpos de borboleta de admissão independentes — um por cilindro —, com quatro atrativas trombetas de admissão em metal de 45 mm de diâmetro, e um muito menos restritivo filtro de ar. Também as árvores de cames — admissão e escape —, foram aligeiradas e o cruzamento das válvulas é maior. O sistema de escape passa a ser em aço inoxidável, culminando em ponteiras de 3,5″ gravadas com o símbolo da BBR GTi.

Apesar de manter a gestão eletrónica de série da Denso, esta foi modificada para ser compatível com as alterações efetuadas, sobretudo quando nos referimos à instalação dos corpos de borboleta individuais.

O resultado destas alterações e mexidas são 227 cv às 7550 rpm (160 cv às 6800 rpm de origem), com o binário a também saltar para os 236 Nm às 5950 rpm (188 Nm às 5000 rpm de origem) — pelo menos 230 Nm estão sempre disponíveis entre as 4000 e as 6000 rpm. Mas o melhor de tudo? O som (!) bem mais aguerrido e viciante. Confirma por ti:

Quanto custa?

A conversão do MX-5 NC para BBR MX-5 NC Super 225 custa, no Reino Unido, 4295 libras, o equivalente a aproximadamente 4750 euros. No entanto, se quiseres ser tu a fazer a conversão, o custo do pack é de 3495 libras, o equivalente a pouco mais de 3860 euros.

Como o Super 225 tem como ponto de partida o anterior Super 200, para aqueles que queiram dar o salto de 25 cv a fatura será de 2495 libras, aproximadamente 2760 euros, incluindo a instalação.

O MX-5 nunca se destacou pelas suas prestações, com o foco a estar sobretudo na sua condução e dinâmica, mas temos que admitir que um pouco mais de pujança nunca fez mal a ninguém — até começamos a ver o NC com outros olhos…

VÊ TAMBÉM: Mazda MX-5 1.5 RF. Mais carros assim se faz favor

Mais artigos em Notícias