Manutenção

Coronavírus. Como higienizar o carro sem ESTRAGAR OS PLÁSTICOS

O carro é neste momento um dos meios de transporte mais seguros. Mas ainda assim, é preciso ter cuidados adicionais: a higienização do carro é fundamental para evitar a propagação e contágio do novo coronavírus (Covid-19).

Fica em casa. Este é a frase mais repetida da atualidade, por um bom motivo: proteger a saúde pública.

Por motivos de força maior — podes saber quais são aqui — poderás ter de sair de casa neste período de estado de emergência. Nesse caso, o automóvel afigura-se como um dos melhores meios de transporte por motivos óbvios — maior isolamento social.

Ainda assim, usar o carro não está isento de riscos. A higienização do carro é tão importante como qualquer outro aspeto neste período em que o inimigo n.º 1 tem um nome: Covid-19. É por isso que partilhamos contigo algumas dicas para tornares o teu carro mais seguro.

VÊ TAMBÉM: CoVid-19. Todas as fábricas fechadas ou afetadas na Europa (em atualização)

Viaja sozinho

Idealmente não deves sair de casa, mas caso tenhas de o fazer, deves fazê-lo sozinho. Caso tenhas de viajar com alguém, certifica-te que essa pessoa não apresenta sintomas de infeção respiratória — vê no sítio da Direção Geral de Saúde quais são os sintomas do Covid-19.

Em todo o caso, fica com o contacto telefónico da pessoa em causa, para em caso de alerta sintomático poder ser avisada ou avisar-te de uma eventual transmissão infecciosa.

Que partes do carro devo desinfetar

Um dos hábitos mais importantes é relativamente fácil de cumprir. Antes de entrares no carro e depois de saíres do carro deves sempre lavar as mãos.

RELACIONADO: Geely usa drones para entregar chave do carro a clientes

Como o interior da maioria dos carros é composto por vários materiais, é importante usar os produtos e as técnicas corretas para desinfetar um veículo adequadamente. E atenção: um carro limpo não é sinónimo de um carro desinfetado.

A maioria dos produtos de limpeza para automóveis não elimina fungos, bactérias, vírus e outro tipo de microorganismos.

Na higienização do carro as partes que merecem mais atenção são sem dúvida aquelas que estão mais expostas ao contacto humano: volante, caixa de velocidades, travão de mão, puxadores das portas, sistema de infotainment, rádio, apoio de braços, hastes na coluna de direção.

Zonas de risco. Estas são as superfícies mais sujeitas ao Covid-19.

No exterior, há zonas que estão igualmente sujeitas a maior contacto. Vidros, puxadores das portas e do porta-bagagens, e claro, o bocal de enchimento do depósito ou do carregamento das baterias.

Estas são, sem dúvida, as zonas do teu carro que merecem mais atenção.

No exterior do teu carro também há zonas mais propensas à existência do vírus.

Mas porque desinfetar não é o mesmo que limpar, é fundamental adequar os produtos que usamos na higienização do carro.

Produtos para desinfetar o carro

A organização Consumer Reports aconselha o uso de alguns dos produtos de limpeza que muito provavelmente já possuis em casa — um fator muito importante nesta fase.

Segundo a Consumer Reports, muitos dos produtos de limpeza que matam o novo coronavírus nas superfícies domésticas também pode ter o mesmo efeito no teu carro, sem danificar os plásticos ou outras superfícies interiores.

Quase todas as superfícies e materiais de um veículo podem ser higienizadas com álcool isopropílico, afirma um dos responsáveis da Yanfeng Automotive Interiors — o maior fornecedor mundial de peças para interior de automóveis.

As soluções alcoólicas que contêm pelo menos 70% de álcool são eficazes contra o coronavírus.

Ainda de acordo com a Consumer Reports, a lavagem vigorosa com água e sabão também pode destruir o coronavírus. O Covid-19 tem um envelope protetor, a destruição dessa camada protetora poderá ajudar a destruir o vírus.

volvo xc40
A Consumer Reports afirma que podes usar álcool para limpar os estofos e outras superfícies macias do carro. Mas atenção para não encharcar as superfícies.

No caso dos estofos em pele, é preciso ter cuidados adicionais. A maioria dos estofos em pele possui revestimentos em uretano para proteção. Mas com o passar do tempo, limpar o couro com álcool pode deixá-lo suscetível a danos e descoloração.

A maioria dos couros é tingida e uma limpeza mais vigorosa pode remover o corante. Por isso, recomenda-se que a higienização seja feita sem recurso a muita fricção.

Produtos que deves evitar

Nunca uses peróxido de hidrogénio — vulgo água oxigenada — provavelmente danificará as superfícies do carro.

Também não uses produtos de limpeza que na sua constituição contenham amónio. Este produto é altamente desaconselhado na limpeza dos ecrãs sensíveis ao toque. Mais uma vez, o recurso a álcool é o produto mais aconselhado.

Procedimentos após higienização do carro

Se tiveres oportunidade, deixa as portas ou os vidros do carro abertos, para que as superfícies possam secar e a humidade possa sair do habitáculo.

Está também disponível no mercado produtos para limpeza das condutas do ar condicionado e ventilação dos automóveis. Estes produtos não asseguram a eliminação do Covid-19, mas reduzem a possibilidade do vírus permanecer nas superfícies e tubagens do circuito.


A equipa da Razão Automóvel continuará online, 24 horas por dia, durante o surto de COVID-19. Segue as recomendações da Direção-Geral de Saúde, evita deslocações desnecessárias. Juntos vamos conseguir ultrapassar esta fase difícil.

Mais artigos em Autopédia