Apresentação

CUPRA Leon. Fica a saber tudo sobre o novo “hot hatch” espanhol (vídeo)

Adeus SEAT Leon Cupra, olá… CUPRA Leon! O novo "hot hatch" (e "hot" carrinha) espanhol acaba de ser revelado com uma inédita variante híbrida plug-in.

Em Martorell, Espanha

Quase como um presente pela abertura da CUPRA Garage, o seu novo quartel-general, a marca espanhola não se coibiu de revelar uma nova geração (ainda que a transitar da SEAT para a CUPRA) daquele que é o seu modelo mais emblemático: o CUPRA Leon — e nós não podíamos faltar a este evento em Martorell.

O CUPRA Leon (antes SEAT Leon CUPRA) é uma história de sucesso. A geração que agora cessa funções vendeu mais de 44 mil unidades, um número significativo, considerando que se trata do Leon topo de gama, em performance e posicionamento.

Tal como o antecessor, o novo CUPRA Leon estará disponível com duas carroçarias — hatchback (cinco portas) e Sportstourer (carrinha) —, mas a gama será bem mais extensa.

A NÃO PERDER: Revelado. Fica a saber tudo sobre o novo SEAT Leon 2020

As novidades dos hot hatch e hot… brake(?) espanhóis

Os rumores já o denunciavam há muito tempo, e a CUPRA acabaria por confirmá-lo mais recentemente: pela primeira vez na sua história o CUPRA Leon também será eletrificado — não se ficará por aí, mas já lá iremos…

 

Esta nova geração introduz pela primeira vez uma motorização híbrida plug-in. Apesar de se tratar de uma versão inédita, a motorização híbrida que a constitui é já familiar. Trata-se do mesmo grupo motriz que foi anunciado para os “primos”, e também novos, Volkswagen Golf GTE e Skoda Octavia RS.

Ou seja, estamos a falar de um motor térmico, o 1.4 TSI de 150 cv e 250 Nm, que trabalhará em conjunto com um motor elétrico de 115 cv, garantindo uma potência total combinada de 245 cv e um binário máximo combinado de 400 Nm — não foram ainda avançados valores para as prestações.

CUPRA Leon 2020 ©Diogo Teixeira / Razão Automóvel
CUPRA Leon… eletrificado.

A alimentar a máquina elétrica está uma bateria de 13 kWh, e tratando-se de um híbrido externamente carregável, para aquelas ocasiões em que não estamos em modo “faca nos dentes”, o novo CUPRA Leon híbrido plug-in é capaz de se deslocar até 60 km (WLTP) em modo exclusivamente elétrico. Para recarregar as baterias, são necessárias 3,5h quando ligado a uma Wallbox, ou 6h numa tomada doméstica (230 V).

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Razão Automóvel (@razaoautomovel) on

Puramente a combustão, 3x

Se a versão híbrida plug-in do CUPRA Leon surge para responder aos desafios e imposições dos nossos dias, curiosamente, há ainda espaço para um familiar compacto de altas prestações puramente a combustão.

O EA888, o conhecido quatro cilindros em linha 2.0 l turbo (TSI), que já serviu exemplarmente a anterior geração, está de regresso e estará disponível em três sabores, que é como quem diz três níveis de potência: 245 cv (370 Nm), 300 cv (400 Nm) e 310 cv (400 Nm).

Os dois primeiros patamares, 245 cv e 300 cv, estão disponíveis nas duas carroçarias, e têm duas rodas motrizes. Para garantir que a potência chega eficazmente ao solo, vêm equipados com um diferencial autoblocante eletrónico, denominado de VAQ.

O último patamar, o de 310 cv, estará disponível exclusivamente para a Sportstourer (carrinha) e só com 4Drive, ou seja, tração às quatro rodas. A marca espanhola promete menos de 5,0s nos 0 aos 100 km/h para esta versão e uns (eletronicamente limitados) 250 km/h de velocidade máxima.

Caixa manual, onde estás tu?

Sinal dos tempos? Ao que tudo indica, o novo CUPRA Leon não terá nenhuma opção disponível com caixa manual. A única transmissão anunciada para todas as versões é a ubíqua DSG (caixa de dupla embraiagem).

Esta passa a efetuar a troca de relações através da tecnologia shift-by-wire, ou seja, o (pequeno) seletor deixa de ter ligações mecânicas à caixa de velocidades, passando a ser feita através de sinais eletrónicos — para os que procuram mais interação, haverá patilhas por detrás do volante.

Ligações ao solo

O CUPRA Leon é suspendido à frente através de um esquema MacPherson e atrás através de um esquema multibraços. A marca anuncia que a suspensão adaptativa — Adaptive Chassis Control (DCC) — estará presente no Leon, mas fica por confirmar se será de série em todas as versões. A direção progressiva é outra das armas no arsenal dinâmico.

Os travões serão providenciados pela Brembo e existirão quatro modos de condução à escolha: Comfort, Sport, CUPRA e Individual.

Hot Hatch High Tech

Como pudemos constatar no homónimo SEAT Leon, o arsenal tecnológico introduzido nesta nova geração é “pesado”, seja ao nível da conectividade ou da segurança ativa.

Entre os destaques, temos o Digital Cockpit (painel de instrumentos digital); um sistema de info-entretenimento composto por um ecrã Retina de 10″, de série, combinado com o sistema Full Link — compatível com Apple CarPlay (sem fios) e Android Auto —; sistema de reconhecimento de voz; app Connect; carregamento por indução do telemóvel.

No que toca a segurança ativa, hoje em dia quase sinónimo de assistentes à condução, encontramos, entre outros, Cruise Control Preditivo, Travel Assist (condução semi-autónoma nível 2), Assistente Lateral e de Saída,  Traffic Jam Assist (assistente em engarrafamentos)…

Quando chega?

A marca espanhola apontou para o último trimestre do ano o início da comercialização do novo CUPRA Leon. O preço também será anunciado em data mais próxima do lançamento.

Antes disso, será publicamente apresentado no próximo Salão de Genebra, daqui a menos de duas semanas.

CUPRA Leon 2020 ©Diogo Teixeira / Razão Automóvel

 

Mais artigos em Notícias