Eventos

Coronavírus. Salão de Genebra 2020 foi cancelado

Um anúncio do governo suíço a banir todos os eventos que envolvam mais de 1000 pessoas levou ao cancelamento do Salão de Genebra 2020.

A ameaça do coronavírus (também conhecido como COVID-19) levou o governo suíço a proibir eventos que reúnam mais de 1000 pessoas. Ora, um dos eventos afetados por esta decisão foi, precisamente, o Salão de Genebra 2020.

A decisão de proibir eventos de maior dimensão surgiu numa altura em que a Suíça conta já quinze casos de coronavírus confirmados. Numa declaração pública, o governo suíço afirmou “eventos de larga escala que envolvam mais de 1000 pessoas estão proibidos. A proibição tem efeitos imediatos e aplica-se até ao dia 15 de março”.

Para já, os organizadores do Salão de Genebra 2020 ainda não confirmaram o cancelamento do evento. No entanto, em declarações à Automotive News Europe um porta-voz da Palexpo (o espaço onde se realiza o Salão de Genebra 2020) afirmou: “ouvimos o anúncio e sabemos o que é que este significa”.

Entretanto, se quiseres assistir em direto à declaração oficial dos organizadores do Salão de Genebra 2020 carrega no botão abaixo:

Atualização: o Salão de Genebra 2020 foi cancelado

Apesar de só agora ter chegado a confirmação do cancelamento do Salão de Genebra 2020, a verdade é que a ameaça do coronavírus já tinha levado algumas marcas a desistirem do certame helvético.

A Harman, uma empresa associada à Audi, já tinha desmontado a sua banca no início da semana e a Byton tinha feito o mesmo ontem à noite. Para além disso, os chineses da Aiways já tinham afirmado que o surto tinha prejudicado os seus planos para terem o protótipo U6ion em exibição no salão.

Para além disto, a Toyota já tinha afirmado que iria reduzir ao mínimo indispensável o staff presente no Salão de Genebra 2020, e tanto os diretores executivos da Ferrari e da Brembo já tinham afirmado que não iam estar presentes no certame helvético devido às restrições impostas pelo governo italiano às viagens.

Salão de Genebra
Com uma média de 600 mil visitantes, o Salão de Genebra acabou por ter de ser cancelado devido ao coronavírus.

Na conferência de imprensa desta manhã, o diretor do Salão de Genebra, Olivier Rihs, afirmou: “O Salão não pode ser adiado. Não é possível. É demasiado grande, não é exequível”. Nesta mesma conferência foi revelado que o desmantelamento dos stands das marcas vai decorrer até dia 7 de março.

VÊ TAMBÉM: Zagato Raptor. O Lamborghini que nos foi negado

E agora?

Acerca das potenciais compensações às marcas cuja presença estava garantida no certame, Olivier Rihs declarou “esse é um assunto que foge ao nosso controlo. Não acredito que um processo contra a organização do evento tenha hipóteses. Não é uma decisão da organização do Salão de Genebra. Temos de seguir as decisões governamentais”.

Entretanto, num comunicado oficial a organização do Salão de Genebra 2020 afirmou que as consequências financeiras vão ser estudadas ao longo das próximas semanas. No entanto, uma coisa é certa, o valor pago pelos bilhetes já vendidos será devolvido.

Sabes responder a esta?
Qual é a potência do Mercedes-AMG GLA 45?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

O quatro cilindros mais potente do mundo (à venda) chega ao GLA

Mais artigos em Notícias