Recordes

Renault 21 Turbo. Em 1988 era o carro MAIS RÁPIDO DO MUNDO sobre o gelo

Durante 23 anos, o Renault 21 Turbo foi o carro de produção mais rápido do mundo sobre o gelo. Tivemos de esperar até 2011 para ver este recorde ser batido. Queres conhecer a sua história?

Como sabes, adoramos recuar no tempo. Basta visitares o nosso espaço dedicado aos clássicos e vais perceber que nem só de atualidade e testes aos modelos mais recentes se faz o dia a dia da Razão Automóvel.

Hoje decidimos recuar até 1988 para recordar um… recordista. O Renault 21 Turbo.

Estávamos em 1988 quando a Renault decidiu que o seu popular Renault 21 — o familiar topo de gama da marca francesa — haveria de constar no livro dos carros mais rápidos do mundo.

Com base no Renault 21 Turbo Quadra, que à época já contava com um motor 2.0 Turbo de 175 cv e tração às quatro rodas, prepararam uma unidade para bater o recorde mundial de velocidade sobre o gelo para carros de produção.

VÊ TAMBÉM: Lembras-te deste? Opel Calibra, esculpido pelo vento

Ao contrário do que seria de esperar, as modificações operadas no Renault 21 Turbo original não foram assim tão extensas. Os espelhos retrovisores foram retirados, o fundo do carro foi tapado para reduzir o atrito aerodinâmico e as jantes utilizadas no modelo recordista eram iguais às do modelo de série.

renault 21 turbo
Não fossem os autocolantes parecia um Renault 21 Turbo normalíssimo… sem espelhos, claro.

Ao nível mecânico, as modificações também foram mínimas. O Turbo original de lugar a um Garrett T03, a cabeça do motor foi retificada para aumentar a taxa de compressão, as árvores de cames foram alteradas e, finalmente, a gestão eletrónica foi afinada para ir ao encontro de estas novas especificações mecânicas e também às temperaturas negativas.

Dos 227 km/h de velocidade máxima anunciada em piso seco, o Renault 21 Turbo passou para mais de 250 km/h sobre… o gelo!

Finalmente, a travagem. Apenas por uma questão de precaução, a Renault decidiu equipar o Renault 21 Turbo com um sistema de paraquedas semelhante ao que encontramos nos dragsters.

Renault 21 Turbo
Este sistema de travagem só deveria ser utilizado em caso de emergência, porque os 8 km de reta para desaceleração eram mais que suficientes.

Após dois longos dias de testes — onde não faltou um alce atravessado no caminho (já em desaceleração) e um susto com um pescador de regresso a casa numa mota de neve — finalmente, no dia 4 de fevereiro de 1988, o piloto Jean-Pierre Malcher, alcançou os 250,610 km/h sobre o gelo do Lago Hornavan, na Suécia.

A Renault cumpria assim o seu objetivo: reclamar para o Renault 21 o recorde mundial de velocidade sobre o gelo para um carro de produção. Tivemos de esperar 23 anos para este recorde cair.

renault 21 turbo
A equipa da Renault envolvida neste projecto liderado por Jean-Pierre Vallaude.

Em 2011, a Bentley convidou uma das maiores lendas vivas do Mundial de Ralis, Juha Kankkunen, para, ao volante de um Bentley Continental GT Supersports bater o recorde do Renault 21 Turbo.

O modelo encarregado da missão foi este:

Sem surpresa, o carro de luxo britânico bateu a popular berlina francesa ao registar 330,695 km/h de velocidade máxima. Apesar de tudo, o modelo da Bentley contou com mais alterações do que aquelas preconizadas pela Renault à época. Notável, não é?

A NÃO PERDER: Lembras-te deste? Fiat Uno Turbo I.E., membro honorário do clube dos caixotes rápidos

Se com este texto, o saudosismo tomou conta do teu coração, aqui tens o remédio:

Centenas de artigos da Razão Automóvel para te entreteres a ler e a partilhar nos grupos de Whatsapp com os teus amigos. Sim, não pode ser só YouTube…

Mais artigos em Clássicos

Os mais vistos