Video

O merecido tributo aos faróis escamoteáveis

No Arranque a Frio de hoje esqueçam os LED, os xénon, os feixes laser e os faróis direcionais… Até aos anos 90 faróis escamoteáveis é que era.

Toyota 2000GT, Honda NSX, Porsche 928, BMW Série 8, Ferrari F40, etc. Adorados por muitos mas diferentes entre si, todos eles tinham algo comum: faróis escamoteáveis.

Embora sejam mais seguros, mais potentes e avançados tecnologicamente, aos desportivos atuais, parece faltar-lhes, por vezes, o carisma das máquinas do antigamente — talvez seja a nostalgia a falar…  —, fruto também desta solução luminosa tão em voga na segunda metade do século passado.

Infelizmente, apesar do seu apelo estético, questões aerodinâmicas, a complexidade do mecanismo e, claro, segurança (proteção dos peões), as grandes marcas foram obrigadas a abandonar esta solução ao longo dos anos.

Através de um vídeo da DTRockstar1 que reúne alguns dos mais famosos desportivos com faróis escamoteáveis, desde os velhos clássicos aos mais originais, recordamos hoje, em pouco mais de 10 minutos, o porquê deste tipo de faróis ser tão popular:

Nota: Este artigo foi publicado originalmente a 1 de agosto de 2016.

RELACIONADO: A modernidade não tem charme, pois não?

Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 8h30 da manhã. Enquanto bebes o teu café ou ganhas coragem para começar o dia, fica a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Sabes responder a esta?
Qual foi o sucessor do Lamborghini Countach?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lamborghini Diablo: um “puro sangue” dos anos 90

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos