Apresentação

Range Rover Sport estreia o novo seis cilindros em linha da JLR. Já há preços

O Range Rover Sport recebeu o novo seis cilindros em linha e um sistema mild-hybrid. Inicialmente o motor só vai estar disponível na edição especial HST.

O Range Rover Sport despediu-se do antigo motor V6 e passou a contar com os préstimos do mais recente membro da família de motores Ingenium. O motor em questão é um novo 3.0 l de seis cilindros em linha e surge associado a um sistema mild-hybrid de 48 V que ajuda a reduzir os consumos e as emissões do SUV britânico.

Associada ao novo motor surge a edição especial HST. Em relação aos restantes Range Rover Sport, esta versão apresenta uma série de elementos exclusivos no interior e exterior, como anagramas específicos em fibra de carbono no capô, grelha dianteira, entradas de ar laterais e na porta da bagageira.

O novo Range Rover Sport HST é o primeiro modelo da Jaguar Land Rover a adotar a tecnologia mild-hybrid, inserindo-se no objetivo da marca britânica de oferecer uma versão eletrificada de cada um dos seus modelos a partir de 2020.

VÊ TAMBÉM: “Tijolo” com esteróides contra o rei dos hot hatch. O vencedor é óbvio, certo?
Range Rover Sport HST

O novo motor Ingenium do Range Rover Sport HST

A nova unidade com 2996 cm3 está disponível em dois níveis de potência, 360 CV e 400 CV, e com binários de 495 Nm e 550 Nm, respetivamente. No Range Rover Sport o novo motor de seis cilindros em linha surge na sua versão mais potente, a de 400 cv.

No arsenal do novo propulsor encontramos um novo compressor elétrico, um turbo de entrada dupla (twin scroll), um sistema inteligente de elevação contínua variável das válvulas, e surge associado a um sistema MHEV (Mild-Hybrid Electric Vehicle) de 48 V.

VÊ TAMBÉM: Metemos o novo Range Rover Evoque numa piscina. E não só…
Range Rover Sport HST
Compressor elétrico
O compressor elétrico necessita de apenas 0,5s para atingir a sua pressão máxima, girando a 65 000 rpm. Esta nova tecnologia elimina virtualmente o turbo lag.

Este sistema utiliza um pequeno motor elétrico integrado para recuperar a energia perdida durante as desacelerações e as travagens armazenando-a numa bateria de 48 V, libertando novamente essa energia quando necessário para assistir o motor de combustão, maximizando a sua eficiência.

Os números do Range Rover Sport HST

Face a este manancial tecnológico só falta falar dos números do primeiro mild-hybrid da marca britânica. De acordo com a Jaguar Land Rover, este motor é 20% mais eficiente que o antigo V6 em termos de consumos, tendo ainda recebido um filtro de partículas de gasolina que permitiu reduzir a emissão de partículas em 75%.

VÊ TAMBÉM: TOP 15. Os melhores motores alemães de todos os tempos

Já em termos de emissões de CO2, o novo motor consegue o brilharete de até emitir menos que o 2.0 quatro cilindros turbo também presente na gama — 243 a 256 g/km contra as 247 a 256 g/km emitidas pelo tetracilíndrico —, apesar de ter 50% mais de capacidade, número de cilindros 50% superior, e 33,3333% mais potência.

Os 400 cv oferecidos pelo mais recente membro da família de motores Ingenium permitem ao Range Rover Sport HST acelerar dos 0 aos 100 km/h em 6,2s e atingir uma velocidade máxima de 225 km/h. Tudo isto enquanto os consumos médios se ficam pelos 10,7 l/100km.

Por fim, o novo Range Rover Sport HST já pode ser encomendado na rede oficial de concessionários da Land Rover com o preço a arrancar nos 124 214 euros.

Subscreve o nosso canal de Youtube.

Sabes responder a esta?
Em que ano foi lançado o primeiro Range Rover?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

A evolução do Range Rover em um minuto e meio

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos