Manutenção

Quanto custa a manutenção de um Bugatti Veyron?

Se sempre quiseste saber quanto custa a manutenção de um Bugatti Veyron, este artigo é para ti. Entre os elevados custos de manutenção, há algumas surpresas.

Se comprar um superdesportivo é caro, fazer a sua manutenção não lhe fica atrás. Desde operações simples como a mudança do óleo até reparações mais delicadas, a fatura da reparação de um carro como o Bugatti Veyron tem todos os ingredientes para dar dores de cabeça, mesmo aos mais abastados proprietários.

Se até agora os custos de reparações “regulares” do Bugatti Veyron eram relativamente desconhecidos, a divulgação de um documento de certificação de emissões do Bugatti Veyron nos Estados Unidos da América veio revelar quanto custa manter um dos carros mais rápidos do mundo.

A lista apresenta os preços de várias peças relacionadas com o sistema de emissões e estes variam entre o “acessível”, por norma peças que são partilhadas com outros modelos do Grupo Volkswagen, e o exorbitante (para as peças específicas do Veyron). Já os custos de mão-de-obra, esses são sempre elevados, pois trabalhar num Bugatti Veyron implica sempre desmontar bastantes peças e mão de obra (muito) qualificada.

VÊ TAMBÉM: Bugatti Chiron em Lego. Em tamanho real e pronto a ser conduzido
Bugatti Veyron

O preço certo?

Como sabes, o motor W16 que dá vida ao Bugatti Veyron é alimentado por quatro turbocompressores. No entanto, estas peças que em muito ajudam as performances do superdesportivo são também das mais caras de trocar. Cada turbo custa 5640 euros e a mão-de-obra da substituição de cada par de turbos fica nos 8000 euros.

Mas se achaste cara a troca dos turbos do Bugatti Veyron, o que dizer dos 37 904 euros pedidos para trocar o depósito de combustível? É verdade que este valor já inclui as peças (17 904 euros) e a mão-de-obra (20 mil euros), mas não deixa de ser impressionante.

Mas nem tudo são más notícias para os proprietários de um Bugatti Veyron. Por exemplo, graças à partilha de componentes com outros modelos do Grupo Volkswagen, o Veyron conta com um sensor da posição da árvore de cames que custa apenas 7,92 euros, o problema é que a mão-de-obra para o substituir ascende aos 5200 euros.

Motor W16 do Bugatti Veyron
Quando o Bugatti Veyron chegou ao mercado, os 1001 cv debitados pelo seu motor eram um dos principais cartões de visita.

Estes são apenas alguns dos valores de uma longa lista de peças e custos de mão-de-obra que vem revelar duas coisas acerca do Bugatti Veyron. A primeira é que, tal como esperávamos, manter um dos carros mais rápidos do mundo não é nada barato; a segunda é que, apesar da sua exclusividade, é possível ir a um concessionário da Volkswagen e comprar peças para o Veyron, só não te garantimos é que qualquer mecânico esteja habilitado a fazer a reparação.

 

Sabes responder a esta?
Qual era a potência do Bugatti Type 10?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Foi há 110 anos que nasceu o primeiro automóvel da Bugatti

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos