Salão de Paris 2018

Ferrari leva a Paris três descapotáveis. Mesmo a tempo do… outono

A Ferrari levou até Paris três modelos que pertencem ao território dos sonhos. Os modelos Monza SP1, Monza SP2 e 488 Pista Spider foram até Paris para deixar o público de cabeça no ar.

Um, dois, três. Foi exatamente este o número de descapotáveis com que a Ferrari decidiu deslumbrar no Salão de Paris. Os “irmãos” Monza SP1 e SP2 surgem pela primeira vez perante o público na capital francesa, e relativamente ao 488 Pista Spider a marca do cavallino rampante aproveitou o certame para revelar mais algumas das suas características.

Os Monza SP1 e Monza SP2 são os primeiros modelos integrados numa nova séria de modelos chamados Icona (ícone em italiano). Esta série agora lançada pela Ferrari mistura o visual de alguns dos mais evocativos Ferrari da década de 50 com a mais recente tecnologia disponível para automóveis desportivos. Os dois primeiros modelos desta série vão buscar inspiração às barchettas de competição dos anos 50 do século passado como o 750 Monza e 860 Monza.

Já o 488 Pista Spider surge em Paris como como o descapotável mais potente já construído pela marca de Maranello. Este recorre ao mesmo V8 3.9 litros biturbo do Coupé e anuncia uma potência de 720 cv e 770 Nm de binário. Valor que faz deste, o oito cilindros em V mais potente alguma vez instalado num Ferrari.

ESPECIAL: Todas as novidades do Salão de Paris 2018

Tradição e modernidade conjugadas a performance

O Ferrari Monza SP1 e Ferrari Monza SP2 derivam diretamente do Ferrari 812 Superfast, herdando toda a sua mecânica. Assim, debaixo do longo capot dianteiro está o mesmo V12 de 6,5 l, naturalmente aspirado, que encontramos no 812 Superfast, mas com 810 cv (às 8500 rpm), mais 10 cv do que no Superfast.

Apesar de a Ferrari as anunciar como as duas “barchetas” com melhor relação peso-potência, não são tão leves como aparentam, com a marca a anunciar um peso a seco de 1500 kg e 1520 kg — SP1 e SP2, respetivamente. No entanto, performance não falta, já que tanto o SP1 e SP2 atingem os 100 km/h em apenas 2,9s e circular a 200 km/h em apenas 7,9s.

Apesar de radicais, a Ferrari afirma que os Monza continuam a ser carros de estrada e não de pista. A Ferrari ainda não revelou preços e número de produção relativos aos dois modelos.

Ferrari 488 Pista Spider

Já quanto ao 488 Pista Spider, este conta com o apoio de dois turbocompressores para cumprir os 0 aos 100 km/h em apenas 2,8s e alcançar uma velocidade máxima de 340 km/h. Sendo descapotável, a capota e a necessidade de manter a integridade estrutural, fazem com que o 488 Pista Spider acrescente 91 kg aos 1280 kg do coupé.

Apesar de o preço do novo Ferrari ainda não ser conhecido, a marca italiana já abriu o período de encomendas.

Mais artigos em Notícias