Salão de Paris 2018

Revelado em Paris: DS 7 Crossback E-Tense 4×4 indica o caminho da DS

A DS eletrificou o seu topo de gama e mostrou em Paris o aguardado DS 7 Crossback E-Tense 4x4. Com 300 cv e 50 km de autonomia elétrica o novo modelo francês é mais uma etapa no processo de eletrificação da gama da jovem marca.

A DS está apostada em eletrificar a sua gama e depois de ter apresentado o DS 3 Crossback com uma versão 100% elétrica, a jovem marca francesa mostrou ao público o DS 7 Crossback E-Tense 4×4. Ao contrário do “irmão mais novo” não é 100 % elétrico, mas sim um híbrido plug-in, oferecendo 50 km de autonomia em modo elétrico e traz consigo 300 cv.

O DS 7 Crossback E-Tense 4×4 apresenta diferentes modos de condução que se adequam a diversas circunstâncias. No modo “zero emissões” cada arranque é feito em modo elétrico; no modo “sport” é privilegiada a entrega de potência; no modo “híbrido” é automaticamente otimizada a performance e os consumos por fim, no modo “4WD” é privilegiada a aderência e a motricidade em trajetos com piso molhado, areia ou neve.

Os três motores que equipam o DS 7 Crossback E-tense 4×4 produzem juntos 300 cv e um binário superior a 450 Nm que permitem ao SUV francês acelerar dos 0 aos 100 km/h em apenas 6,5s.

ESPECIAL: Todas as novidades do Salão de Paris 2018

Três motores e regeneração de energia

Na versão híbrida plug-in do DS 7 Crossback a marca apostou num esquema de três motores: um térmico e dois elétricos. A representar as soluções movidas a combustíveis fósseis encontramos um motor a gasolina 1.6 l PureTech de 200 cv. Já do lado das soluções elétricas temos dois motores de 109 cv (um colocado à frente e outro atrás, permitindo ao DS 7 Crossback dispor de tração integral). A gerir a potência produzida pelos três motores encontramos uma transmissão automática de oito velocidades eletrificada (EAT8).

O DS 7 Crossback E-Tense 4×4 beneficia de um sistema de regeneração de energia elétrica quando se desacelera ou se trava que ajuda a prolongar a autonomia elétrica. Está ainda disponível a função “E-SAVE” que permite reservar energia suficiente para rolar em modo 100 % elétrico nos últimos 10 ou 20 quilómetros do trajeto.

DS 7 Crossback

Quanto ao tempo de carregamento, o SUV da DS precisa de apenas duas horas numa wallbox  de 32 A ou de oito horas numa tomada clássica de 8 A. Graças à tecnologia híbrida plug-in de que dispõe, o DS7 Crossback E-Tense 4×4 apresenta consumos médios de apenas 2,2 l/100km e emissões de CO2 inferiores a 50 g/km (ciclo WLTP). Para já a DS não divulgou preços nem data de lançamento desta nova versão do seu SUV.

Sabes responder a esta?
Em que ano nasceu a Smart?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Smart forease: uma homenagem em ponto pequeno

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos