Salão de Paris 2018

Audi eletrifica-se em Paris com o e-tron

O Audi e-tron, apresentado em Paris, além de aumentar a oferta SUV na marca é o primeiro modelo da marca desenvolvido para ser exclusivamente elétrico.

Depois de ter sido desvendado em São Francisco o Audi e-tron foi apresentado ao público no Salão de Paris. Ainda não há dados oficiais definitivos, mas os responsáveis da marca alemã esperam que o novo modelo atinja valores de autonomia próximos dos 450 km (para fazer face aos 470 km anunciados pelo rival Jaguar i-Pace).

Um dos destaques no Audi e-tron é o de permitir prescindir dos espelhos retrovisores, substituindo-os por câmaras que projetam as imagens captadas em dois ecrãs colocados nas portas, tornando assim o e-tron no primeiro veículo de produção sem espelhos retrovisores.

Relativamente à bateria a Audi anuncia tempos de carregamento que vão desde os 30 min para cerca de 80% da capacidade da bateria num posto de carregamento rápido de 150 kW até às 8,5 horas caso se opte por carregar o SUV numa wallbox doméstica de 11 kW (que podem ser encurtadas para apenas 4 horas caso o carregador seja de 22 kW).

ESPECIAL: Todas as novidades do Salão de Paris 2018
Audi e-tron

408 cv? Só no modo Boost

Apesar de a Audi ter apostado bastante na questão da autonomia a potência não foi esquecida, com os dois motores elétricos (um em cada eixo, logo tração integral) do e-tron a debitarem uma potência máxima combinada de 408 cv e um binário de 660 Nm no modo Boost e 360 cv e 561 Nm no modo normal. Para alimentar os dois motores o novo Audi conta com uma bateria de 95 kWh de capacidade (só superada pela encontrada no Tesla S P100D).

Quanto às prestações o Audi e-tron cumpre os 0 aos 100 km/h em 6,4s (em modo Boost o valor é reduzido para 5,5s) e alcança uma velocidade máxima de 200 km/h, limitados eletronicamente.

Audi e-tron interior
Pormenor do retrovisor, a permitir ver a câmara no exterior do carro

Para ajudar a aumentar a autonomia o novo modelo da Audi conta ainda com um sistema de recuperação de energia que, de acordo com a marca, consegue repor até 30% da capacidade da bateria, funcionando em dois modos: regenera energia tanto quando tiramos o pé do acelerador como quando travamos.

A chegada do novo Audi e-tron aos principais mercados europeus está prevista para o final deste ano.

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos