Roubo

“Caro ladrão de carros, por favor, devolve-me o carro. Eu pago-te 250 mil euros em dinheiro!”

Um muito especial Mercedes-Benz 300 SL Gullwing foi roubado, e o dono oferece uma generosa recompensa… até ao próprio ladrão, para o recuperar.

Roubaram o carro a Thomas Rosier, um comerciante de modelos Mercedes-Benz clássicos. E que carro…  Um valioso Mercedes-Benz 300 SL Gullwing, de 1955, customizado.

Trata-se de um carro com alto valor emocional para o sr. Rosier, que em declarações ao jornal alemão Bild, diz ter sido comprado pelo seu pai em 1986, vendendo-o três anos depois, com a receita a ser usada para erigir, precisamente, o concessionário que hoje detém. Thomas Rosier conseguiu comprar novamente o carro no final de 2014.

Na passada noite do dia 11 de agosto, o Mercedes-Benz 300 SL “California Outlaw” seria roubado quando se encontrava estacionado na frente do hotel Dorint Am Nürburgring Hocheifel, localizado ao lado do final da reta da meta do circuito de Nürburgring… e perto de uma esquadra da polícia.

De acordo com Thomas Rosier, que se tinha deslocado ao circuito para assistir a corridas de clássicos, não havia espaço na garagem do hotel, pelo que estacionou o 300 SL Gullwing no parque exterior do hotel, que tem um segurança. Mas mesmo assim, o carro foi roubado.

Agora, Rosier oferece uma recompensa de 250 mil euros a quem encontrar o seu Mercedes-Benz 300 SL Gullwing, avaliado em 1,7 milhões de euros. E não interessa quem o entrega, até pode ser o próprio… ladrão:

Caro ladrão de carros, por favor, devolve-me o carro. Eu pago-te 250 mil euros em dinheiro!

Um 300 SL Gullwing único

Se um “asas-de-gaivota” já é especial o suficiente, este é verdadeiramente único. De acordo com a Hemmings, este 300 SL Gullwing — #5500434 —  foi produzido em 1955, e teve como destino Nova Iorque, EUA, mais precisamente o concessionário de Max Hoffman. A pintura original era em cinzento grafite e o interior em pele vermelha, e vinha com jantes Rudge.

O carro passaria por várias mãos, mudando também de localização — passou pelo Michigan e pelo Colorado, nos EUA, e 40 anos depois, seria comprado por alguém residente em Los Angeles, no estado da Califórnia. Foi este último proprietário quem decidiu customizar o 300 SL Gullwing, em 1999.

O teto foi rebaixado, cerca de 8 cm, uma tarefa complexa, já que este integra as portas. Manteve as Rudge, de aperto central, mas repintou o carro em preto e o interior foi revestido com pele em tom de ostra e conhaque (bancos e túnel de transmissão). Também os para-choques passaram a ser itens cromados mais elegantes, pouco se destacando da carroçaria, e um par de luzes Marchal, amarelas, estão agora integradas na grelha. Por fim, repare-se no pequeno retrovisor do lado do condutor.

Subscreve o nosso canal de Youtube.

Com o objetivo de também levar o 300 SL Gullwing para os circuitos, o chassis foi revisto, tendo recebido uma suspensão desportiva da Koni, que aproximou o carro ao solo cinco centímetros. O depósito de combustível é agora em alumínio e a saída de escape passou a ser lateral.

O motor permanece de série — um seis cilindros em linha com 3.0 l e 215 cv, o primeiro motor com injeção direta —, excetuando a ignição, atualizada, assim como a embraiagem.

Apesar das modificações, após adquirir o carro, Thomas Rosier, decidiu mantê-lo assim e não regressar ao estado original. O que o torna verdadeiramente único, e assim, quase impossível de vender no mercado aberto. O que aumenta os receios de Rosier, de que o seu Mercedes-Benz 300 SL Gullwing “California Outlaw” será desmantelado para peças.

Imagens: Remi Dargegen /  Classic Driver

Sabes responder a esta?
Qual o nome do primeiro crossover elétrico da Mercedes-Benz?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Mercedes-Benz EQC. SUV elétrico enfrentou o deserto antes da chegada à Suécia

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos