Mercado

Polestar 1 custará 155 mil euros. Mas já tem mais de sete mil interessados

Já apresentado, embora ainda não em fase de produção, o Polestar 1 já tem, no entanto, preço definido: 155 mil euros. Valor que, refira-se, não impediu mais de sete mil potenciais compradores, de sinalizarem uma das unidades.

Com uma produção anual prevista de apenas 500 unidades, os potenciais clientes que já reservaram um Polestar 1, vão ter ainda muito que esperar — não só devido aos baixos números de produção, culpa da complexidade que ainda representa a produção de uma carroçaria em fibra de carbono e chassis em aço, mas também porque, a produção propriamente dita, ainda nem sequer começou.

Segundo anunciou já a Polestar, só lá mais para o final do ano é que terão lugar os primeiros testes de produção na fábrica que a nova marca sueca possui, em Chengdu, na China.

Quanto aos potenciais compradores, residem num dos 18 países — vários europeus, América do Norte e China —, em que a marca sueca abriu já a fase de pré-reserva de unidades, tendo cada um deles, mais de sete mil até ao momento, pago um sinal restituível de 2500 euros dos 155 mil euros do valor total.

Polestar 1 teste de inverno 2018

Polestar 1 também com programa de subscrição

Encomendar o 1 só será possível através de meios digitais, e a marca quer que os seus clientes optem, sobretudo, por um sistema de subscrição, ao invés de uma aquisição. O programa de subscrição para o 1, será em tudo semelhante ao existente para o Volvo XC40, o qual deverá englobar não só o pagamento da mensalidade do carro, mas também os custos com o seguro e a manutenção.

RELACIONADO: Polestar 1 em testes dinâmicos no círculo polar ártico

Recorde-se que o Polestar 1 conta igualmente com um potente sistema de propulsão híbrida, traduzido num 2,0 litros turbo a impulsionar as rodas da frente, mais dois motores elétricos e um pack de baterias de 34 kWh, a fazerem rodar as rodas traseiras. Sendo que, em conjunto, os dois sistemas garantem não somente uma potência de 600 cv e 1000 Nm de binário, mas também uma autonomia de 150 km em modo exclusivamente elétrico.

Tendo por base a plataforma SPA da Volvo, o modelo de estreia da nova marca sueca deverá contar ainda com amortecedores Öhlins, sistema de travagem dianteira Akebono com seis pistões e jantes de 21 polegadas.

Um GT híbrido 2+2

Já no interior do habitáculo, a promessa de uma configuração 2+2, naquilo que o construtor descreve como um “GT Híbrido Elétrico Performante”, e no qual se conjugam o luxo com a desportividade.

Polestar 1
Polestar 1

Concluído o lançamento do Polestar 1, a marca sueca tem já previsto lançar um modelo mais acessível, denominado 2, cuja chegada ao mercado está prevista para 2019. Depois disso, será a vez do Polestar 3, produto que o construtor descreve como “um fantástico SUV elétrico com uma deslumbrante e aerodinâmica silhueta”.

Sabes responder a esta?
Qual a potência máxima anunciada pelo DS X E-Tense Concept?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

DS X E-Tense. Desportivo, elétrico, transparente e… assimétrico

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos