Antevisão

Polestar. Depois do 1, vem o 2, o 3, o 4…

O Polestar 1, o coupé de 600 cv plug-in, foi apenas o abrir das hostilidades. A marca já confirmou que mais três modelos vêm a caminho.

Uma das mais recentes marcas a ser adicionada ao panorama automóvel, a Polestar, não poderia ter causado melhor impressão. O seu primeiro modelo, simplesmente identificado como 1, é um elegante coupé com elevada dieta de fibra de carbono. Por baixo da sua carroçaria esconde-se um híbrido plug-in, capaz de debitar 600 cv, quando os grupos propulsores elétrico e térmico trabalham em conjunto.

Está previsto chegar no final do próximo ano, com as entregas a acontecerem no início de 2019. O porquê da demora deve-se à fábrica onde o Polestar 1 vai ser produzido. Localizada na China, a nova fábrica ainda não está operacional. A sua construção iniciou-se apenas em novembro último, e só deverá estar concluída a meio de 2018.

Polestar 1

Um rival para o Tesla Model 3

No mesmo ano que o Polestar 1 começa a chegar às mãos dos seus novos donos, em 2019, conheceremos o Polestar… 2 — de momento, é impossível confirmar se a identificação dos futuros modelos manterá esta lógica. E o Polestar 2 será uma berlina média, 100% elétrica que apontará “baterias” ao Tesla Model 3.

Apesar de já conhecermos o Model 3, são conhecidos os inúmeros problemas na linha de produção, o que tem afetado a quantidade de carros que são produzidos. Saem a conta gotas, e de momento, é difícil prever quando é que a situação estará normalizada e a Tesla possa cumprir os ambiciosos planos que tem para o Model 3.

O que até são boas notícias para o novo rival sueco, já que a sua chegada ao mercado não será tão atrasada como o calendário faz parecer.

Em 2020, mais dois modelos

Inevitavelmente, não poderia faltar o crossover, o Polestar 3. Está previsto que chegue pouco tempo após o 2, no início de 2020. Tal como o 2, este será exclusivamente elétrico.

O Polestar 4 é o único modelo que deixa espaço à especulação. Também previsto para 2020, os rumores apontam para que o 4 seja um descapotável.

Com a Polestar a ter confirmado que o 1 será o único híbrido da gama, com todos os restantes a serem 100% elétricos, deixa espaço para que possa ser mais do que uma derivação do coupé já conhecido — um rival para o futuro Tesla Roadster?

Desenvolvimento rápido

O que podemos verificar nestes planos é uma rápida cadência de lançamentos, só possível pelo recurso aos componentes Volvo, como as plataformas SPA e CMA. Estas já foram concebidas para integrarem diferentes tipos de motorização, onde se inclui as 100% elétricas.

Apesar da elevada integração com a Volvo, a Polestar continua a ter margem de manobra. A marca tem desenvolvido, de forma semi-independente, os componentes modulares necessários à locomoção elétrica. O objetivo é que a mais recente tecnologia associada às baterias e motores elétricos possa ser colocada nos seus modelos o mais tarde possível durante o ciclo de desenvolvimento, permitindo à Polestar estar sempre na linha da frente.

Polestar Performance Parts é para continuar

Apesar do seu estatuto de marca, recentemente conseguido, continuaremos a ver modelos da Volvo com componentes opcionais da Polestar. E parece que continuará a haver espaço para modelos Volvo desenvolvidos pela Polestar, tal como o S60/V60 Polestar. O futuro parece risonho para a nova estrela sueca.

Sabes responder a esta?
Qual foi o último coupé a ostentar o símbolo da Volvo?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

História. Os coupés da Volvo que antecederam o Polestar 1

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos

Pub