Antevisão

Novos rumores colocam motor do Focus RS no futuro Ford Focus ST

É assim a natureza dos rumores. Se recentemente anunciávamos um Ford Focus ST com um mais pequeno bloco de 1.5 l, novos rumores indicam o contrário, apostando num bloco maior que o de 2.0 l atual.

“Aparentemente, o motor de 2.0 l e 250 cv do atual estará de saída, surgindo no seu lugar um mais pequeno 1.5, baseado no EcoBoost de 1.5 l”. Não faz mais do que duas semanas que reportámos o que acabaram de ler, mas segundo a britânica Autocar, o futuro Ford Focus ST seguirá precisamente o caminho oposto aquele que era o mais previsível e discutido — é por isso que se chamam de rumores e não factos.

Assim, de acordo com este mais recente rumor, nada de downsizing para um 1.5 — o último Focus ST vinha equipado com um bloco de 2.0 l turbo —, mas sim um upsizing, ou seja, o futuro Ford Focus ST contemplará um bloco de maior capacidade.

Futuro ST com motor do RS

A escolha, ao que tudo indica, recairá numa derivação do motor do Focus RS, que também equipa o Mustang. O que significa que por baixo do capot do futuro ST encontraremos o bloco de quatro cilindros em linha, 2.3 l e, naturalmente, sobrealimentado.

No Focus RS o 2.3 debita 350 cv, enquanto no Mustang — rejuvenescido para 2018 — debita 290 cv, prevendo-se que, segundo a Autocar, no ST debite um valor mais modesto, a rondar os 250-260 cv.

Continuará a ser um tração dianteira, e como acontece com o atual, manterá a caixa manual como a única escolha — ainda não existe confirmação se haverá uma caixa de dupla embraiagem como opção, que nesta geração está apenas associado ao Diesel, motorização da qual também não existe confirmação se fará parte do futuro Focus ST.

Apesar de, aparentemente, manter o mesmo nível de potência do Focus ST atual, as prestações deverão melhorar — a maior capacidade do motor deverá garantir mais binário, assim como espera-se que seja mais leve do que os 1437 kg do atual. A Ford anuncia uma redução de peso de até 88 kg para a nova geração do Focus, recentemente dada a conhecer, quando comparado com o antecessor.

Fiabilidade justifica decisão

A escolha por um motor maior em vez do mais pequeno 1.5 prende-se com o facto de a unidade mais pequena, para debitar os elevados níveis de potência requeridos, ficar muito perto dos seus limites de fiabilidade. O 2.3, por outro lado, tem muito maior potencial, que podem ser atestados pelos 375 cv debitados pela edição especial de despedida do Ford Focus RS, a Heritage Edition.

O novo Ford Focus ST deverá ser conhecido no início do próximo ano, e apresentado publicamente no Salão de Genebra de 2019. O futuro Focus RS — rumores continuam a indicar 400 cv graças a uma unidade semi-híbrida (48 V) — chegará, ao que se prevê, em 2020.

Sabes responder a esta?
Qual o motor que equipa os novos Jaguar XE e XF 300 Sport?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Jaguar lança nova edição especial 300 SPORT nas gamas XE e XF

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos