Apresentação

BMW M2 Competition desvendado com 410 cv

O BMW M2 Competition não vai complementar o M2 que já conhecemos, como acontece com os outros M Competition. Em vez disso, tomará o seu lugar, assumindo-se como o único M2 comercializado.

Depois dos rumores que já faziam antever uma proposta arrebatadora, o BMW M2 Competition vem, assim, confirmar as expetativas criadas, assumindo-se como uma franca evolução face ao M2 que já conhecíamos. Devido ao WLTP, o M2 regular desaparece dos catálogos da marca, ficando apenas o M2 Competition no seu lugar.

A maior diferença reside no motor, herdado do maior BMW M4. O já conhecido seis cilindros 3.0 litros biturbo, debita 410 cv de potência e 550 Nm de binário, ou seja, mais 40 cv e 85 Nm que o regular.

Números que, conjugados com uma caixa automática de dupla embraiagem e sete velocidades, lhe permitem acelerar dos 0 aos 100 km/h em 4,2 s e 4,4 s com caixa manual — sim, ainda tem a caixa manual —, assim como atingir 250 km/h de velocidade máxima — 280 km/h quando equipado com o Driver’s Package.

BMW M2 Competition 2018

Segundo a BMW, o M2 Competition passa igualmente a contar com o mesmo sistema de arrefecimento do “irmão maior” M4 Competition, ao mesmo tempo que, alterações na cambota e nos cilindros, passam a permitir rotações até às 7600 rpm.

Subida que não coloca em causa a saúde do motor, graças a um sistema de refrigeração melhorado, visíveis nas entradas de ar de maior dimensão e num radiador de óleo adicional; e também um sistema de lubrificação revisto, com nova bomba de óleo e cárter, e um sistema de retorno, de modo a garantir que mesmo em mudanças de direção rápidas, como acontece em circuito, o óleo chega a todo o lado.

Sistema de escape e suspensão também revistos

Igualmente melhorado foi o sistema de escape, de forma a garantir uma sonoridade mais excitante, fruto também do trabalho das quatro ponteiras a negro cromado, com dois flaps controlados eletronicamente, os quais garantem um som mais ou menos forte, consoante o modo de condução selecionado.

Tal como os “irmãos” M3 e M4, também o novo BMW M2 Competition passa a contar com uma barra anti-aproximação em “U” em fibra de carbono, a qual, com um peso de apenas 1,4 kg, ajuda a garantir maior precisão direcional.

Aspeto para o qual contribuem ainda os eixos em alumínio, também importados do M3 e M4, uma sólida subestrutura montada na traseira e barras estabilizadoras em alumínio forjado. Sendo que também a direção electro-mecânica foi reajustada, para corresponder às expetativas criadas pelo modelo.

BMW M2 Competition 2018

Apesar do recurso a componentes em alumínio e até fibra de carbono, não foi impedimento para o M2 Competition ganhar 55 kg de peso relativamente ao predecessor, atingindo os 1550 kg (1575 kg com caixa DCT), segundo a norma DIN — todos os fluídos, depósito cheio a 90%, sem condutor.

Diferencial Ativo M a permitir “drifts moderados”

Quanto ao Diferencial Ativo M, consegue ajustar a sua atuação de acordo com o tipo de condução realizado, contando até com um pequeno motor elétrico que bloqueia o diferencial em não mais que 150 milésimos de segundo. Ao mesmo tempo que o Controlo de Estabilidade ganhou não só uma programação específica para este M2 Competition, como também um Dynamic Mode específico dos modelos M, o qual, revela o fabricante, permite “drifts moderados e controlados”.

Melhorado foi também o sistema de travagem, que passa a exibir discos dianteiros de 400 mm com pinças de seis pistões, ao passo que, atrás, são de 380 mm, com quatro pistões. Ambos escondidos por detrás de jantes forjadas de 19”, envolvidas por pneus desportivos com as medidas 245/35 ZR19 à frente e atrás 265/35 ZR19.

BMW M2 Competition 2018

Dois botões M

Já no interior do habitáculo, a alteração mais importante surge no volante, onde passam a existir dois botões — M1 e M2 —, destinados, tal como no M4, a permitir uma seleção mais fácil dos diferentes modos de condução, ao mesmo tempo que os bancos tipo baquet, tanto podem exibir pespontos em azul, como em laranja, e o botão Start passa a ser em vermelho, para “sublinhar a herança desportiva do carro”. Finalmente, os logótipos “M2” nas costas dos bancos são, a exemplo dos do M4, retro-iluminados à noite.

 

Falando do equipamento, destaque para o Park Distance Control, que em conjunto com a câmara traseira, assiste nas manobras a baixa velocidade e parqueamento. Existe um maior leque de soluções de segurança ativa, opcionais: aviso de colisão iminente e travagem autónoma de emergência, aviso de transposição involuntária da faixa de rodagem, navegação e sistema de leitura dos sinais de trânsito — sempre importante numa proposta como esta, em que facilmente se ultrapassa os limites de velocidade.

BMW M2 Competition 2018

Finalmente e no que ao exterior diz respeito, não faltarão igualmente elementos que distingam este BMW M2 Competition dos restantes Série 2, a começar por um corpo mais musculado, de ancas mais largas e com todos os pormenores a negro, além de com um emblema M Competition na tampa da mala.

RELACIONADO: BMW M235i é o BMW road legal mais rápido no Nürburgring

À venda a partir do verão

Com comercialização agendada para o próximo verão, só falta conhecer os preços do BMW M2 Competition que, como já referimos, substituirá o atual M2 Coupé.

 

Sabes responder a esta?
Quantos cilindros tem o BMW 740e iPerformance?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Teste completo. O BMW 740e iPerformance tem 4 cilindros e liga-se à tomada

Mais artigos em Notícias