Salão de Genebra

Unboxing do novo Skoda Fabia, agendado para Genebra

Poucas mas importantes as alterações que a marca tem preparadas para o Skoda Fabia, e que apresentará ao público já no próximo mês, no Salão de Genebra.

Depois de já termos revelado a presença do concept Skoda Vision X no espaço da marca checa no Salão de Genebra, e de sabermos que o novo Skoda Fabia também irá marcar presença, surgem agora imagens daquele que deverá ser o modelo com maior interesse para o público em geral, e para o volume de vendas da marca.

A renovação, extensível à versão carrinha do modelo, é pouco percetível, no entanto é possível constatar novos grupos óticos a receberem a tecnologia LED, e com a secção traseira a aproximar-se do irmão Octavia.

Skoda Fabia

Os pára-choques, também sofreram ligeiros ajustes, mas praticamente impercetíveis sem ter o modelo anterior ao lado.

Pela primeira vez na história do modelo, passa a ser possível, como opção, a escolha de jantes de liga leve de 18″, embora apenas para a versão hatchback.

No interior a evolução concentrou-se no sistema de infoentretenimento, agora com ecrã de 6,5 polegadas com Bluetooth, USB e leitor de cartões SD. Nas versões mais equipadas estará também disponível o Apple CarPlay e o Android Auto.

Para melhorar a qualidade de vida a bordo, a marca checa fez ainda alterações no equipamento. Passam a estar disponíveis portas USB para os passageiros dos bancos traseiros, suporte para tablet, e outros acessórios na bagageira, que podem incluir a lanterna LED no caso da versão Combi (carrinha).

Como equipamento de assistência à condução, o Skoda Fabia passa a contar com assistente de máximos, detetor de ângulo morto, e alerta de trânsito à retaguarda, tornando este facelift do Fabia, um carro mais seguro que o anterior modelo.

No que diz respeito a motorizações, tudo indica que estarão disponíveis as versões naturalmente aspiradas do 1.0 tricilíndrico, denominadas MPI, com 60 e 75 cv, assim como o 1.0 TSI com potências de 95 e 110 cv, tendo este último a opção de uma caixa automática de dupla embraiagem de sete velocidades. Aparentemente, o 1.4 TDI deixa de fazer parte da gama do Fabia — muito provavelmente por questões de certificação do propulsor à luz das novas normas de emissões e ciclos de testes WLTP e RDE —, e contribuindo para o cenário onde já se compram mais carros a gasolina do que a Diesel.

A NÃO PERDER: Conduzimos o carro mais antigo do Mundial de Ralis (Parte 2)

Sabes responder a esta?
Qual o nome do sucessor do Skoda Yeti?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Skoda Karoq. Ao volante do novo SUV da marca checa

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos