Polémica

Mercedes-Benz e Volvo “colidem” em Portugal. Não há vítimas a lamentar.

No epicentro desta colisão entre as duas marcas em Portugal, estão os créditos pela invenção do cinto segurança. A Mercedes-Benz assumiu e invenção do dispositivo e a Volvo não gostou.

Tudo começou com uma publicidade colocada a circular em Portugal, em que a Mercedes-Benz afirma ter sido a inventora, entre outros sistemas de segurança, do cinto de segurança de três pontos.

Volvo Car Portugal não gostou. Ao final do dia de ontem emitiu um comunicado oficial, a garantir que “esta informação não corresponde à realidade”. Pelo contrário, o sistema terá sido criado “pelo engenheiro sueco Nils Bohlin” e instalado, pela primeira vez, num Volvo PV544.

Nils Bohlin Volvo
Nils Bohlin terá salvo mais de um milhão de vidas com a invenção do cinto de segurança.
RELACIONADO: Patente do cinto de segurança de três pontos já tem 55 anos

No seu comunicado, a Volvo Car Portugal recorda ainda que, “a invenção, que se estima ter já salvo mais de 1 milhão de vidas, foi patenteada de forma aberta”, o que significa que “estava/está totalmente disponível para que todos os condutores pudessem beneficiar de um pouco da tecnologia de segurança da Volvo, independentemente da marca que estivessem a conduzir”.

Mercedes-Benz retira campanha

A Mercedes-Benz Portugal reagiu alegando ter-se tratado de uma má interpretação, já que, “na realidade, [o cinto de segurança de três pontos] não se tratou de uma invenção da marca”, tendo “sido apenas adaptado posteriormente aos veículos Mercedes-Benz, como equipamento de série”.

Assim e “por esta razão, a Mercedes-Benz decidiu retirar, de imediato, a campanha em curso”, informou, em declarações à Razão Automóvel, fonte oficial da marca da estrela.

Sabes responder a esta?
Quantos ciclos faz, em média, um automóvel com Start/Stop?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Sistema Start/Stop. Qual o impacto a longo prazo no motor do teu carro?

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos