Superdesportivos

Pagani Huayra inspira-se… na FIAT

Ao longo desta vida nos automóveis, já vimos e ouvimos muita coisa! Mas... um Pagani inspirado num Fiat?! Só mesmo visto, porque contado...

Um preparador italiano, Garage Italia Customs, decidiu, com o apoio da marca italiana de superdesportivos Pagani, pegar num Huayra e, de certa forma, “transformá-lo” num Fiat de 1954; mais precisamente, num protótipo Fiat Turbina. Dando assim origem a uma edição única e inimitável, denominada Huayra Lampo!

Fiat Turbina Concept 1954

Preparador que, por sinal, é propriedade de um dos netos do “commendatore” Giovanni Agnelli, Lapo Elkann. A Garage Italia Customs aplicou, assim, naquele que é um dos mais exclusivos superdesportivos da atualidade, a decoração semelhante à do primeiro protótipo da Fiat, que mais parecia um avião com rodas — desde logo, por ostentar três turbinas com motor posicionado em posição central. Tudo isto, para um conjunto que tinha um coeficiente de aerodinâmica de não mais que Cx 0,14.

Pagani Huayra Lampo com pack Tempesta

O Pagani Huayra que serve de base a este modelo único é uma versão especial, cuja carroçaria recorre a fibra de carbono, com aplicações em alumínio, capaz de fazer sobressair a cor. Sendo que algumas das zonas da carroçaria surgem também pintadas com tinta transparente, ao mesmo tempo que, sobre as cavas das rodas traseiras, bandeiras italianas procuram fazer a ligação entre este vanguardista Huayra e o Turbina de outros tempos.

Pagani Huayra Lampo

Além destas alterações, o Huayra Lampo, ou relâmpago, em português, conta igualmente com o pack Tempesta, sinónimo de uma série de soluções aerodinâmicas acrescidas, a começar pelas novas entradas de ar na dianteira, destinadas a canalizar mais ar para os radiadores. Sendo que, para tornar este carro ainda mais especial, os responsáveis da Garage Italia Customs decidiram recuperar igualmente o antigo logotipo Fiat e aplicá-lo nas jantes, assim como nos elementos de alumínio.

De resto, as próprias pinças Brembo receberam também as cores da bandeira italiana, o mesmo acontecendo com as capas dos retrovisores.

Interior repleto de materiais nobres

Igualmente especial e diferente, é o interior deste Huayra, recheado de um sem-número de materiais nobres, desde a pele em castanho até às superfícies em alumínio anodizado e pintado na cor bronze.

Pagani Huayra Lampo

Segundo a Garage Italia Customs, este Pagani Huayra Lampo demorou cerca de dois anos a ficar pronto, tendo sido também, dos projetos em que a Pagani se envolveu, aquele que mais tempo consumiu.

Sabes responder a esta?
Qual o aspecto em que, segundo a Razão Automóvel, o novo Dacia Duster mais evoluiu?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Já conduzimos o novo Dacia Duster. Vale a pena esperar?

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos