Superdesportivo elétrico

Tachyon Speed. Seis motores elétricos e 1.250 cv de potência!

O nome Tachyon Speed deriva de uma hipotética partícula que se move mais depressa que a luz. O design? Esse foi emprestado por um caça.

Memoriza este nome: Tachyon Speed. É não só o nome de um jovem fabricante de superdesportivos elétricos, mas também a designação do primeiro modelo da marca. Que, anunciando uma potência de 1.250 cv e um corpo inspirado nos caças de combate, promete chegar para arrasar — só não se sabe é quando!

RELACIONADO: Adamastor: Primeiras imagens do novo desportivo português

Batizado de Tachyon, o mesmo de uma hipotética partícula que se move mais depressa que a luz, este novo superdesportivo elétrico é o resultado do trabalho de uma jovem empresa californiana, denominada Rice Advanced Engineering Systems and Research (RAESR), que começou a trabalhar neste projecto em 2012. E que, embora ainda não totalmente finalizado, é agora dado a conhecer num vídeo que serve de apresentação a um ainda imberbe candidato, mas que já quer jogar na liga dos grandes!

Tachyon Speed

Tachyon Speed com seis motores e 4.948 Nm de binário!

Destacando-se, desde logo, pelo facto de oferecer um acesso ao habitáculo, no mínimo… curioso! Os dois ocupantes estão obrigados a sentar-se em tandem, ou seja, em fila. O Tachyon Speed sobressai igualmente por especificações técnicas verdadeiramente do outro mundo. A começar, desde logo, pelo facto de equipar, não um, não dois, nem sequer três, mas seis (!) motores elétricos. Cuja potência combinada atinge não somente os 1.250 cv de potência, mas também um binário estonteante de 4.948 Nm!

Relacionado: Venturi VBB-3, o candidato a eléctrico mais rápido do mundo

Com um peso de apenas 1.338 kg, sem líquidos, graças também a uma carroçaria totalmente construída em fibra de carbono, e um coeficiente aerodinâmico de 0.39 Cd, o superdesportivo eléctrico californiano volta a deslumbrar nas prestações anunciadas. A começar por acelerações dos 0 aos 100 km/h em menos de três segundos, e dos 0 aos 200 km/h em menos de sete segundos. Isto, além de assinalar como velocidade máxima os 386 km/h.

Tachyon Speed

No entanto e porque, tão importante quanto a capacidade de aceleração, é a força da travagem, o Speed conta com discos de travão em carbo-cerâmica, a que junta uma downforce na ordem dos 181 kg. Mas que também pode ser aumentada até aos 454 kg, quando seleccionada a configuração que garante o máximo da força descendente. Garantida, entre outros aspectos, por uma asa traseira activa e quatro asas dianteiras fixas. Isto, sem esquecer um proeminente splitter frontal e um generoso difusor atrás.

Promessas de 241 km com uma única carga

Contudo e porque, apesar de todas as ambições desportivas, este Tachyon Speed continua sendo um elétrico, realce ainda para a autonomia. Com a RAESR a garantir que o seu superdesportivo consegue fazer até 241 quilómetros com uma única carga, quando utilizado em… cidade. Pois…

Com tantas e tão boas promessas, por saber fica apenas se algum dia este Tachyon Speed será uma realidade e resultará na produção de, pelo menos, uma unidade. Altura em que, já agora, seria bom conhecer também o preço…

Sabes responder a esta?
Como se chama a start-up portuguesa que quer acabar com prescrição das multas?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Latch. Esta startup portuguesa quer acabar com a prescrição das multas