O Dendrobium não quer ser só mais um desportivo elétrico

Equipado com uma motorização de «emissões zero», o Dendrobium deu-se a conhecer aos jornalistas no Salão de Genebra.

Desconhecida para muitos, a Vanda Electrics é uma empresa baseada em Singapura que se dedica à produção de scooters elétricas e pequenos veículos de mercadorias, e agora vira-se para superdesportivos elétricos. O novo Dendrobium é o primeiro protótipo desta empresa que veio a Genebra para se dar a conhecer.

O nome “Dendrobium” é inspirado num género de orquídeas bastante comum no sudeste asiático.

dendrobium

Nesta transição para a produção de superdesportivos, a Vanda Electrics conta com a preciosa ajuda do departamento de engenharia da Williams Martini Racing, a Williams Advanced Engineering. O Dendrobium está equipado com dois motores elétricos, um em cada eixo.

Embora não se saiba a potência final, a Vanda Electrics aponta para performances de cortar a respiração: 2.7 segundos dos 0-100 km/h e uma velocidade máxima 320 km/h.

No interior, os acabamentos ficaram a cargo da escocesa Bridge of Weir Leather.

SALÃO DE GENEBRA: McLaren 720S apresentado. E agora, inglês ou italiano?

Visualmente, mais do que o corpo em fibra de carbono e os elementos LED que percorrem a traseira, é impossível não reparar na abertura das portas e do tejadilho, uma arquitetura que faz jus ao nome do carro.

Embora se trate de um protótipo, os responsáveis da marca estão confiantes na possibilidade de avançar para um modelo de produção. Nesse sentido, o Salão de Genebra afigura-se como a derradeira prova de fogo. Irá o Dendrobium passar este primeiro teste com distinção?

Todas as novidades do Salão de Genebra aqui

Os mais vistos