Desde 16.284 euros

Já conduzimos o novo Volkswagen Polo em Portugal

O novo Volkswagen Polo chega a Portugal na próxima semana. E nós já testámos em solo nacional a versão 1.0 TSI de 95 cv.

Em Cascais, Portugal

Depois de termos testado o novo Polo por terras alemãs (vê aqui), foi a vez de conduzirmos o novo compacto alemão em solo nacional.

Durante a apresentação nacional do Polo, tivemos à nossa disposição duas motorizações: motor 1.0 atmosférico de 75 cv e 1.0 TSI de 95 cv. Ambas associadas ao nível de equipamento Confortine (intermédio).

Optámos pela motorização mais potente, deixando o primeiro contacto com a versão de 75 cv para outra altura.

Sem distorções

Felizmente, a Volkswagen disponibilizou a versão Confortline. Felizmente porquê? Porque será uma das versões mais vendidas em Portugal, permitindo-nos avaliar as qualidades do modelo sem as “distorções” naturais dos milhares de euros em extras e das personalizações «fora da caixa». A unidade que testámos não podia ser mais convencional.

Por falar em extras, se estás a pensar adquirir o novo Volkswagen Polo, então há um extra obrigatório: o Active Info Display. Este opcional custa 359 euros e substitui o quadrante analógico por um quadrante 100% digital (único no segmento). Vale a pena.

A lista de equipamento de série como é apanágio na Volkswagen não é a mais extensa do segmento, mas no nível Conforline já não sentimos verdadeiramente falta de nada. Temos disponível de série no nível Confortline o sistema de travagem de emergência Front Assist (com deteção de peões até 30 km/h), volante multi-funções em couro, faróis de nevoeiro com luzes de curva, sistema de infotainment com GPS, sistema de alerta de fadiga e jantes especiais de 15 polegadas, ar-condicionado automático, cruise-control, entre outros.

A confirmação

Seja qual for o nível de equipamento escolhido, há qualidades que são de série em toda a gama do novo Volkswagen Polo. Nomeadamente a solidez geral do modelo. A culpa é da plataforma MQB-A0, a versão curta da plataforma do Golf.

Graças a esta plataforma modular – que foi estreada no segmento dos utilitários pelo novo SEAT Ibiza – o Polo tem um “pisar” de um carro maior. Não é só o pisar que é digno de um carro maior, também o espaço a bordo cresceu em todos os sentidos – ao ponto do novo Volkswagen Polo oferecer mais espaço do que a 3ª geração do Golf. E esta, hein?

Por falar em Golf, não tardarão a surgir as primeiras comparações com o seu irmão maior, muito por culpa da plataforma partilhada e da proximidade estética. Sem dúvida que o Polo se assemelha cada vez mais com o Golf, mas o Polo continua a ser um Polo e um Golf continua a ser um Golf.

Quero dizer com isto que a qualidade dos materiais do Golf continuam a pertencer a outra liga – sem qualquer menosprezo pelo trabalho desenvolvido pela Volkswagen no Polo.

1.0 TSI de 95 cv chega e sobra

Ainda não testei a versão 1.0 de 75 cv, mas até ver, a minha preferência vai para o motor 1.0 TSI de 95 cv. A diferença de preços é de cerca de 900 euros – 17.284 euros contra 18.176 euros -, uma diferença que acaba por justificar-se não só pela potência máxima superior mas sobretudo pela faixa de binário mais “gorda” devido à presença do turbo.

Este motor 1.0 TSI de 95 cv é muito fácil de explorar, exige pouco trabalho de caixa e responde com a rapidez que se espera de um bloco desta natureza. Com a lotação total, as diferenças entre estas duas motorizações deverão ser ainda mais notórias.

Volkswagen Polo
Volkswagen Polo GTI Mk6 2017

Até ao final do ano e de forma faseada, a gama de propulsores gasolina será completada com o bloco 1.5 TSI ACT de 150 cv, com gestão ativa de cilindros que corta dois dos quatro cilindros em velocidade de cruzeiro. Também ainda antes do final do ano chegará ao mercado nacional o Polo GTI 2.0 TSI de 200 cv, e o Polo 1.0 TGI de 90 cv a gás natural.

Já mais perto do final do ano, o Polo passará também a contar com o bloco turbodiesel 1.6 TDI (que substitui o 1.4 TDI da geração atual), em versões de 80 cv e 95 cv.

Sobre o nível Highline

O nível de equipamento Highline adiciona vários elementos ao equipamento de série e faz o preço do Polo subir para os 25.318 euros.

Passamos a contar com bancos desportivos, cruise-control adaptativo, o ar-condicionado automático, câmara traseira de estacionamento, sensores de chuva, luz e de estacionamento, jantes de liga leve de 16 polegadas e um sistema multimédia mais avançado com Volkswagen Media Control e Car net, que adiciona vários serviços online ao ocupantes (meteorologia, notícias, trânsito, etc.).

Campanha de lançamento

O novo VW Polo vai chegar aos concessionários da marca na próxima semana, com preços a partir de 16.285 euros. A campanha de lançamento promovida pela marca oferece dois anos de manutenção programada (ou 50 mil quilómetros) para as encomendas efetuadas até 31 de outubro.

Lista de preços do novo Volkswagen Polo:

  • 1.0 75 cv Trendline: €16.284,27
  • 1.0 75 cv Confortline: €17.284,74
  • 1.0 TSI 95 cv Trendline: €17.053,68
  • 1.0 TSI 95 cv Confortline: €18.175,99
  • 1.0 TSI 95 cv Confortline DSG: €20.087,56
  • 1.0 TSI 115 cv Confortline DSG: €21.838,21
  • 1.0 TSI 115 cv Highline DSG: €25.318,18


Mais artigos em Testes, Primeiro Contacto

Os mais vistos

Pub