Três dos carros mais raros à venda no Scottsdale 2017

Protótipos futuristas, carros de competição dos anos 60, modelos que pertenceram a celebridades… Há um pouco de tudo no Scottsdale 2017.

Termina no próximo domingo um dos maiores leilões de clássicos (e não só) dos EUA, o Scottsdale 2017. O evento é organizado anualmente pela leiloeira Barrett-Jackson. Só na última edição foram vendidos quase 1.500 carros.

Este ano, a organização espera repetir a façanha, e por isso oferece um leque de exemplares únicos disponíveis para venda. Estes são alguns deles:

Cheetah GT (1964)

Quem assistiu atentamente ao último Festival de Goodwood poderá recordar-se deste coupé. O Cheetah GT foi um dos modelos que deu o ar da sua graças nos jardins da propriedade de Lord March, depois de ter sofrido um restauro completo, como podemos ver pelas imagens.

Trata-se de um dos 11 exemplares (#006) construídos pela Bill Thomas Race Cars, na Califórnia, e o único a equipar um motor de competição V8 de 7.0 litros proveniente do Corvette.

Chrysler Ghia Streamline X (1955)

Foi talvez o grande destaque do Salão de Turim de 1955, e um dos exercícios de design mais importantes na história da marca. O Chrysler Ghia Streamline X nasceu numa altura em que os engenheiros da marca se dedicavam a explorar os limites da aerodinâmica – qualquer semelhança com uma nave espacial é pura coincidência…

O Ghia Streamline X, apelidado de Gilda, esteve durante vários anos “esquecido” no Museu da Ford, e agora pode ser teu.

Chevy Engineering Research Vehicle I (1960)

Devido ao seu trabalho no desenvolvimento no super desportivo da Chevrolet, Zora Arkus-Duntov é conhecido como o «pai do Corvette», mas houve um outro modelo produzido pelo engenheiro americano que viria a influenciar os desportivos da marca nos anos 60.

Falamos do Chevy Engineering Research Vehicle I (CERV 1), um protótipo 100% funcional com motor central e caixa manual de quatro velocidades. Há quem diga que ultrapassava os 330 km/h de velocidade máxima.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Os mais vistos