Jaguar Land Rover poderá perder 1.22 mil milhões de euros com o Brexit

Os efeitos da saída do Reino Unido da União Europeia deverão fazer-se sentir na indústria automóvel.

Os responsáveis pela Jaguar Land Rover, maior grupo do sector automóvel britânico, mostram-se preocupados com as possíveis consequências do Brexit. De acordo com a agência Reuters, o último relatório interno do grupo britânico estima que no pior cenário possível, a receita anual poderá cair mais de mil milhões de libras, cerca de 1.22 mil milhões de euros, até ao final da década.

A saída do Reino Unido da União Europeia irá obrigar a que todas transações em solo europeu sejam realizadas ao abrigo da Organização Mundial do Comércio, o que implica pagar custos de exportação (10%) e tarifas de entrada (4%).

RELACIONADO: Jaguar Land Rover reforça aposta nos veículos autónomos

Como consequência do referendo da passada quinta-feira, as negociações acerca da construção de uma nova fábrica na Eslováquia, bem como a compra da concessão do prestigiado circuito de Silverstone, foram também suspensas. A Jaguar Land Rover produz atualmente cerca de um terço dos automóveis a circular no Reino-Unido.

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos