Leilão RM Auctions Retroweek: Brinquedos de milhões!

Tal como tínhamos prometido, depois de mostrarmos o Salão Retromobile de Paris, hoje apresentamos os resultados do leilão da RM Auctions durante a Retroweek.

O Salão Retromobile de Paris não é só uma exposição de veículos antigos. Todos os anos, durante o certame, diversas leiloeiras aproveitam a ocasião para levar a licitação as mais belas máquinas. Vamos por isso fazer uma viagem pelos best sellers do leilão da RM Auctions.

Comecemos por uma das jóias deste leilão: o Porsche 917/30 Can-Am Spyder de 1973. Uma máquina capaz de desenvolver 1100 cavalos com o seu motor de 12 cilindros boxer, 5L de cilindrada e 2 turbos KKK. Este modelo conta com um historial totalmente documentado.

Entre algumas particularidades destaca-se que este é o último chassi, de um total de quatro chassis 917/30 construídos pela Weissach. Este belíssimo histórico de competição foi vendido por uns magníficos 2.000.000€. Valores à parte, esta é uma peça viva da história da competição automóvel e um marco desportivo e tecnológico para a Porsche.

1973 Porsche 917-30 Can-Am Spyder03

Mas o que dizer de uma das lendas de Le Mans nos anos 80, o magnífico Porsche 956 Group C Sports-Prototype de 1982? Com o seu potente motor flat six de 2.650cc. Este 956 debita uns expressivos 620 cavalos, cortesia também dos 2 turbos KKK.

O Porsche 962 é um modelo icónico que dispensa apresentações. Estamos perante um modelo que na mítica prova de Le Mans em 82, ocupou os três lugares do pódio. Totalmente documentado, este Porsche 962 é um dos 10 modelos produzidos pela equipa Porsche em 82. No leilão, a venda deste ícone de Le Mans deu-se por 2.352.000€.

1982 Porsche 956 Group C Sports-Prototype05

Continuando a «passear» pela excelência da Porsche, o leilão da RM Auctions brindou o público com um outsider: o recentemente restaurado Porsche 904 Carrera GTS de 1964, com o seu flat six de 2.0L e 185 cavalos, uma máquina com um cantar delicioso, fruto dos apêndices vocais provenientes da dupla carburação Webber 46 IDM.

Este Porsche 904 foi o primeiro a ser exportado para o Reino Unido e curiosamente é o único Porsche 904 com a cor Irish Green. Este 904 foi propriedade de um dos pilotos da Frazer Nash Works, Dickie Stoop. O Porsche 904 GTS bateu um recorde neste leilão, puxando o seu valor de venda aos 1.288.000€.

1964 Porsche 904 Carrera GTS

Mas se acham já viram todas as estrelas, esperem só mais um pouco porque as cerejas no topo do bolo ainda estão para vir.

Um dos Jaguares mais importantes da história, pela sua responsabilidade na afirmação da marca na competição, também esteve presente no leilão. Falamos do apaixonante Jaguar D-Type de 1955, equipado com o bloco nº E2021-9: um 3.8l de 6 cilindros em linha com cerca de 300 cavalos.

Este D-Type está em condição 10/10, isto é, totalmente original e documentado. É a 7ª unidade produzida para homologação nas 24H de Le Mans e foi entregue aos cuidados do piloto australiano Bib Stillwell, que correu com ele. Em 1970 foi propriedade de Richard Attwood, piloto vencedor da prova 24H de Le Mans. A grande surpresa deste D-Type no leilão foi o seu valor recorde, o valor mais alto de sempre pago por um D-Type. Falamos de um total de 3.696.000€.

1955 Jaguar D-Type05

A armada francesa também esteve presente no leilão com um representante raríssimo! Tão raro que havia quem pensasse que este modelo só existia em fotografia. Mas ficou provado o contrário, falamos do lendário Gordini Type 24 S de 1953, animado por um bloco de 3L com 8 cilindros em linha e 265 cavalos.

Este Gordini é considerado um dos melhores desportivos clássicos com motor de 3L e foi um dos primeiros carros de competição a montar discos de travões nas 4 rodas. O palmarés no Gordini é vastíssimo, participou nas principais disciplinas do desporto motorizado, tendo esta unidade em particular, sido utilizada pelo piloto Jean Behra. Um valor de venda histórico para um Gordini, que ascendeu aos 2.500.000€.

1953 Gordini Type 24 S07

Por último temos uma especialidade italiana. Como não podia deixar de ser, um leilão de raridades tem de ter um Ferrari. Neste caso falamos do brilhante Ferrari 750 Monza Spider by Scaglietti de 1955. Um modelo com o bloco de 3L e 260 cavalos de 4 cilindros em linha, projetado pelo engenheiro Aurelio Lampredi. O palmarés deste Ferrari é invejável: 5º lugar na geral das 24H de Sebring em 1955 e uma quantidade de primeiros lugares em competição, pelas mãos de pilotos lendários como Phil Hill e Carroll Shelby. Este Ferrari está totalmente documentado pelo consultor de clássicos da Ferrari, Marcel Massini. Condimentos mais do que suficientes para puxar uns valentes 1.960.000€ em leilão.

1955 Ferrari 750 Monza Spider by Scaglietti05

Agora e depois de tantos números relaxem e aproveitem a foto galeria: