Schumacher: médicos iniciam saída do coma induzido

Foi há um mês que o ex-piloto Michael Schumacher sofreu um acidente de esqui. Para tentar minimizar os dados provocados no cérebro, os médicos induziram-no em coma. Hoje começaram a reduzir os sedativos.

O acidente ocorreu a 29 de Dezembro, na estância de Meribel, enquanto Michael Schumacher esquiava com o seu filho. Desde esse dia que o piloto está em coma induzido e a lutar pela vida no Hospital de Grenoble. Segundo a porta-voz da família Schumacher, começaram a reduzir os sedativos administrados, no sentido de acordar Michael Schumacher. A porta-voz, Sabine Kehm, avançou também que este processo poderá ser longo.

Durante as últimas semanas vários especialistas pronunciaram-se acerca do estado de saúde de Schumacher, alertando para uma recuperação que, a verificar-se, será difícil e longa. O ex-piloto está há mais de um mês em coma e nas redes sociais o apoio dos fãs tem sido intenso, bem como à porta do hospital onde se encontra.

As hashtag oficiais de apoio a Michael Schumacher são #ForzaSchumi e #ForzaMichael. Deixem vocês também uma marca de apoio nas redes sociais a Michael Schumacher. #ForzaSchumi!

Mais artigos em Notícias