Mercedes CLS e Audi A7 ganham novo rival: BMW Série 6 Gran Coupe [Apresentação]

Há meia dúzia de anos atrás falar de “berlinas coupes”, obrigar-nos-ia a franzir o olho. Mas que raio de espécime é esse?! A primeira marca a aventurar-se por estes caminhos foi a Mercedes com o lançamento do CLS. Uma espécie de cruzamento entre o Classe E e um CL.
O sucesso do conceito traduziu-se em expressivos números de vendas, pelo que não tardou que outras marcas tentassem apelar ao coração dos compradores que querem usufruir do conforto de uma berlina de luxo sem prescindir de um design mais caliente.
A última marca a juntar-se a esta “moda” foi a BMW, talvez porque a sua berlina Série 5 nunca foi conhecida por falta de Salero. Mas ainda assim, a BMW não quis ficar de fora deste nicho e lançou um novo Serie 6, que não tem nada que ver com o seu antecessor e que surge para preencher esta lacuna na gama da marca da hélice. Resultado? Com base num casamento feliz entre elementos do banco de órgãos do “5” e do “7”, nasce mais um concorrente para o Mercedes CLS e Audi A7. Porsche Panamera e Aston Martin Rapide destoam um pouco deste trio, nem que seja pelos símbolos que ostentam na grelha.
Quanto a motores, o Série 6 utilizará os mesmo blocos que encontramos no Série 5 com excepção dos blocos de quatro cilindros, não por falta de “sumo” mas por falta de nobreza. Poderemos assim contar com o “filet mignon” da marca bávara presente no novo “seis”.

Entre o “filet mignon” destaca-se o modelo 640i que será servido por um motor 3.0litros bi-turbo de seis cilindro em linha com 320cv e 450Nm de binário. Uma motorização que embora de acesso à gama, permite catapultar o “seis” dos 0-100km/h em apenas 5.4segundos e atingir uma velocidade de ponta de 250km/h limitados electronicamente. Nada mau…

Mas para aqueles que muito não é suficiente a BMW tem reservado o 650i. Uma versão que recorre ao V8 bi-turbo de 4.4litros da marca bávara, a debitar 443cv e a produzir 650Nm de binário. Potência suficiente para quebrar a barreira dos 5segundos no sprint dos 0 aos 100km/h (mais precisamente 4.6segundos) e causar dores dilacerantes aos pescoços menos treinados.

A BMW não se esqueceu daqueles que têm uma relação, digamos que “litigiosa” com as gasolineiras e criou uma versão Diesel, o 640d, que recorre a um bloco de 6 cilindros e 3.0litros com uns expressivos 309cv e 630Nm. Apesar de ser o motor mais “fraquinho” o que não lhe falta é músculo: 5.4segundos dos 0-100km/h!

Mas chega de conversa, vejam alguns dos vídeos que a BMW reservou para nós:
Uma volta com o novo “seis”:


O interior:
O exterior:


Texto: Guilherme Ferreira da Costa

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos