Ford Escort RS Turbo que foi da princesa Diana vai a leilão

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Leilão

Ford Escort RS Turbo que foi da princesa Diana vai a leilão

A princesa Diana teve vários Escort, mas este Ford Escort RS Turbo que lhe pertenceu é o único exemplar pintado de preto.

No próximo leilão The Classic Sale at Silverstone 2022, organizado pela Silverstone Auctions e que se realizará nos próximos dias 26 e 27 de agosto, vai contar com um Ford Escort RS Turbo especial que pertenceu a um dos membros mais populares da família real britânica, a princesa Diana.

Esta unidade foi registada a 23 de agosto de 1985, e foi uma encomenda especial para servir como o carro da princesa de Gales. O carro seria devolvido à Ford em maio de 1988, tendo acumulado cerca de 10 mil quilómetros.

Depois disso este Ford Escort RS Turbo acumulou mais alguns quilómetros, mas não muitos. Em mais de 30 anos este Escort RS Turbo apenas percorreu 39 938 km.

A NÃO PERDER: Elétrica e com 2000 cv, eis a Ford SuperVan do século XXI

Um exemplar único

«Reza a lenda» que foi a própria Princesa Diana a pedir um Escort RS Turbo, isto depois de já ter tido um Ford Escort 1.6 Ghia e um Escort descapotável.

Já a decisão de o pintar de preto quando todos os Escort RS Turbo começaram por ser pintados na cor “Diamond White” terá partido da Ford — foi o primeiro exemplar a ser pintado desta cor e julga-se ser ainda o único Escort RS Turbo da primeira série a estar pintado neste tom, apesar de outras fontes indicarem que há mais três exemplares neste tom.

Outra diferença do carro da Princesa Diana em relação aos restantes RS Turbo é a grelha com cinco lâminas iguais às dos outros Escort mais modestos, em vez da grelha de três lâminas específica do RS Turbo.

 

A escolha pelo tom preto e a troca da grelha foram justificadas para tornar o Escort RS Turbo da princesa Diana o mais discreto possível de modo a não captar atenções.

Outros detalhes exclusivos deste Escort RS Turbo dizem respeito à instalação de um segundo espelho retrovisor e a instalação de um rádio no porta-luvas (que entretanto foi retirado, mas ainda dá para ver a ligação) para o guarda-costas da princesa.

O Escort RS Turbo

Depois dos sucessos dos seus antecessores de tração traseira nos ralis, o Escort RS Turbo, que nesta geração passou a ser um «tudo à frente», nasceu com uma difícil tarefa: enfrentar os Volkswagen Golf GTI ou o Opel Kadett GTE.

A equipá-lo encontrávamos um quatro cilindros auxiliado por um turbo Garrett T3 que anunciava 132 cv de potência. A transmissão estava a cargo de uma caixa manual de cinco velocidades e um diferencial autocolante nas rodas dianteiras procurava corrigir alguns dos problemas dinâmicos apontados aos primeiros Escort com tração à frente.

A NÃO PERDER: Antes do Mazda2 Hybrid, também o Mazda 121 usou a mesma «receita»

As prestações eram impressionantes para a época e ainda hoje merecem destaque: 0 aos 100 km/h em 8,7s e uma velocidade máxima de 200 km/h.

Quanto valerá?

Agora resta saber por quanto será leiloado este exemplar único, não havendo valor de reserva. Recorde-se que o Escort 1.6 Ghia que também foi da princesa Diana foi leiloado em julho de 2021 pelo equivalente a 54 760 euros.

Tendo esse valor como ponto de partida, as estimativas apontam que este bem mais raro Escort RS Turbo possa ser rematado por 120 mil euros.

Sabe responder a esta?
Em que ano foi lançada a primeira geração do Ford Bronco?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Ford Bronco. A história do «Mustang dos jipes»

Mais artigos em Notícias