Esqueçam o V8. Dodge antecipa "muscle car" elétrico com o Charger Daytona SRT

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

Esqueçam o V8. Dodge antecipa “muscle car” elétrico com o Charger Daytona SRT

O Charger Daytona SRT antecipa o "muscle car" elétrico da Dodge e promete ser o elétrico mais ruidoso de todos, com som de V8 e 126 dB.

A Dodge revelou o Charger Daytona SRT, um muscle car elétrico que antecipa a nova geração de «monstros» de performance da marca norte-americana.

Uma mudança radical depois de a Dodge nos ter andando a brindar durante mais de uma década com inúmeros Challenger equipados com V8 da «velha guarda» cada vez mais potentes.

Não era novidade que a Dodge estava a desenvolver um muscle car 100% elétrico, mas a fabricante com sede no Michigan (EUA) não o fez por menos e apresentou-o com uma lista de promessas no mínimo ambiciosas.

A NÃO PERDER: Um adeus cheio de músculo. Dodge Hellcat com mais de 900 cv? Parece que sim
Protótipo Dodge Charger Daytona SRT traseira

Além de afirmar que este elétrico “vai conduzir-se como um Dodge, parecer-se com um Dodge e sentir-se como um Dodge”, a empresa norte-americana ainda prometeu que será tão ruidoso como o Hellcat, o 6.2 V8 Supercharged. Sim, leram bem.

Elétrico com «voz» de V8

É que este protótipo conta com aquilo a que a Dodge chama de “Fratzonic Chambered Exhaust”, um sistema que amplifica o som numa câmara de ressonância que é capaz de simular uma espécie de escape.

A marca norte-americana deixou-nos ouvir este «ronco» durante a apresentação do protótipo — oiçam em baixo — e não será discreto, tendo sido anunciado um nível de ruído de 126 dB, fazendo com que este elétrico seja tão ruidoso quanto o oito cilindros em “V”.

Mas há mais. É que a Dodge também promete para este elétrico uma transmissão que permite passagens de caixa, como numa transmissão dita convencional.

LEIAM TAMBÉM: Dodge Hornet é o «irmão» americano do Alfa Romeo Tonale

A marca norte-americana apelida esta solução de “eRupt” e garante que esta transmissão, que é “uma unidade de várias velocidades”, vai permitir que o condutor alterne entre elas através de uma ligação “electro-mecânica”.

Protótipo Dodge Charger Daytona SRT dianteira

Ainda não sabemos de que forma isto se vai traduzir na prática e se será efetivamente possível engrenar mudanças ou se será tudo apenas simulado eletronicamente.

A Dodge, por enquanto, está a ser muito cautelosa nos detalhes que revela — não há números de potência ou performance. Por isso, resta-nos esperar…

Protótipo Dodge Charger Daytona SRT perfil

Futurista, mas de olhos postos no passado

Mas há muito mais para falar acerca deste Dodge Charger Daytona SRT, a começar logo na imagem, que é inspirada no Charger Daytona da década de 70.

Mas se falta a asa traseira gigante do Charger Daytona original, o novo Charger Daytona SRT preza a devida homenagem ao apuro aerodinâmico do antecessor, surgindo com uma asa dianteira denominada R-Wing, consequência da transformação daquilo que seria a grelha dianteira numa passagem de ar que orienta o fluxo de ar para o capô.

Esta solução permite que o novo modelo mantenha uma aparência em linha com a longa linhagem de muscle car na Dodge, ao mesmo tempo que garante uma superior performance aerodinâmica, com menor resistência aerodinâmica e maior carga descendente sobre o eixo dianteiro.

Destaca-se também a assinatura luminosa futurista, quer na dianteira quer na traseira, as jantes de aperto central e os difusores de ar em ambas as extremidades. Isto já para não falar das capas dos espelhos em fibra de carbono com uma abertura ao centro.

A NÃO PERDER: Como ganhar quase 30 cv num Dodge Viper GTS de 2000 sem mudar um único componente

De resto, a silhueta não podia ser mais tradicional, a de um coupé com três volumes apesar da maior fluidez das linhas e depuração das superfícies em comparação com, por exemplo, o atual Challenger.

Quanto às especificações deste protótipo, a Dodge optou por não as divulgar, mas assegurou que será mais rápido do que um Challenger ou Charger SRT Hellcat, ao mesmo tempo que se sabe que terá tração integral e um sistema elétrico de 800 V.

Quando chega?

Este Charger Daytona SRT ainda é um protótipo, mas antecipa o futuro muscle car elétrico da Dodge. E os rumores sugerem que pode chegar já no final de 2023.

Sabe responder a esta?
Em que ano o Dodge Viper começou a ser produzido?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Não parecem, mas estes desportivos são Dodge Viper “mascarados”

Mais artigos em Notícias