Toyota domina em Le Mans. Portugueses Félix da Costa e Henrique Chaves fazem história

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

24 Horas de Le Mans

Toyota domina em Le Mans. Portugueses Félix da Costa e Henrique Chaves fazem história

Toyota repete dobradinha de 2021, mas as 24 Horas de Le Mans 2022 foram palco de vitórias portuguesas que ficam para a história.

Mais um ano, mais uma vitória — a quinta consecutiva — para a Toyota Gazoo Racing nas 24 Horas de Le Mans repetindo em 2022 a dobradinha de 2021.

Os portugueses António Félix da Costa (LMP2) e Henrique Chaves (LMGTE AM) fizeram história ao vencer nas suas categorias, duplicando assim o número de vitórias portuguesas (de duas para quatro) na mítica prova de resistência.

O Toyota GR010 Hybrid n.º 8, pilotado por Sébastien Buemi (quarta vitória na prova), Brendon Hartley (vencedor por três vezes) e Ryo Hirakawa (a sua primeira vitória), foi o primeiro a cruzar a linha de meta em La Sarthe, tendo completado 380 voltas.

Em segundo, a 2min01s de distância ficou o outro GR010 Hybrid, n.º 7, pilotado por Mike Conway, Kamui Kobayashi e Jose Maria Lopez, com o terceiro classificado, a cinco voltas de distância, a ser o SCG 007 n.º 709, pilotado por Ryan Briscoe, Richard Wesbrook e Franck Mailleux, o primeiro pódio em Le Mans conquistado pela norte-americana Scuderia Cameron Glickenhaus.

VEJAM TAMBÉM: Sem asa traseira. Os segredos do 9X8, o Hypercar da Peugeot

 

View this post on Instagram

 

A post shared by 24 Heures du Mans (@24heuresdumans)

António Félix da Costa vence nos LMP2

Nas outras categorias nas 24 Horas de Le Mans 2022, os portugueses brilharam. Em destaque a vitória nos LMP2 do Oreca 07 n.º 38 da JOTA pilotado pelo português António Félix da Costa, Roberto Gonzales e Will Stevens, com 369 voltas efetuadas.

A vitória para o português começou a desenhar-se nas primeiras paragens das 24 Horas de Le Mans, assumindo a liderança e chegando até a conseguir uma volta de avanço sobre todos os restantes LMP2.

Um avanço que seria praticamente anulado com a entrada do safety-car em pista, mas que ainda assim não foi impedimento para que o Oreca 07 n.º 38 cruzasse a linha de chegada em primeiro, com uma vantagem de 2min21s para o Oreca 07 n.º 9 da Prema, pilotado por Robert Kubica, Louis Deletraz e Lorenzo Colombo.

"É espantoso cruzar a linha de meta como vencedor"

António Félix da Costa

Desde 2017 que a JOTA não conquistava o lugar mais alto do pódio nas 24 Horas de Le Mans, e este ano ainda conseguiram colocar um segundo carro no pódio, encerrando o pódio nos LMP2 com o Oreca 07 n.º 28 pilotado por Ed Jones, Jonathan Aberdein e Oliver Rasmussen.

Oreca 07

Filipe Albuquerque, o outro piloto português a competir nos LMP2 com o Oreca 07 n.º 22 da United Autosports, juntamente com Will Owen e Phil Hanson, não teve tanta «sorte».

Pouco depois da partida, na primeira curva, o n.º 22 com Owen aos comandos foi abalroado por outro LMP2, acabando em cima da gravilha. A partir daí foi uma corrida de recuperação com um carro danificado (fundo e lateral), chegando ao final da prova em 11.º lugar na sua classe.

Vitória portuguesa também nos GTE-AM

Nos turismos, na categoria GTE-PRO —  a última vez que veremos esta categoria em Le Mans em consequência da mudança de regulamentos — a vitória nas 24 Horas de Le Mans sorriu ao Porsche 911 RSR n.º 91 da equipa oficial da Porsche, pilotado por Gianmaria Bruni, Richard Lietz e Frederic Makowiecki.

Os Corvettes C8.R eram os grandes favoritos à vitória, mas ambos acabaram por não terminar a prova. Um deles por falha na suspensão, enquanto o segundo, foi contra as barreiras na reta de Mulsanne após ter sofrido um toque pelo LMP2 da AF Corse, quando ainda faltavam seis horas de corrida.
Aston Martin Vantage AMR
Na categoria GTE-AM, mais uma vitória com sabor nacional, com o Aston Martin Vantage AMR da TF Sport n.º 33, pilotado pelo estreante em Le Mans, o português Henrique Chaves, juntamente com Marco Sorensen e Ben Keating, a conquistar a vitória na classe com uma vantagem de 44,4s sobre o segundo classificado, o Porsche 911 RSR, pilotado por Cooper MacNeil, Julien Andlauer e Thomas Merrill.

Mais artigos em Notícias