Incêndio controlado ou explosão iminente? A segurança de um autocarro a Gás Natural

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Vídeo

Incêndio controlado ou explosão iminente? A segurança de um autocarro a Gás Natural

Na passada semana, em Itália, um autocarro alimentado a Gás Natural Veicular (GNV) incendiou. As imagens impressionam, mas não há vítimas a lamentar.

Os veículos alimentados a gás natural veicular (GNV) são seguros?

Esta é uma velha questão — muitas vezes alimentada por mitos — que voltou novamente a ser tópico de discussão nas redes sociais devido a um incêndio que ocorreu em Itália, na passada semana, envolvendo um autocarro alimentado a GNV.

Um combustível que, apesar das desconfianças, tem revelado ser uma solução segura e mais sustentável para a qualidade do ar do que outros combustíveis fósseis.

VEJAM TAMBÉM: Elétricos, Híbridos, Gasolina e Diesel. Qual vendeu mais na União Europeia em 2021?

É uma tecnologia segura?

Como podem ver nas imagens deste vídeo, relativo ao incêndio que propagou num autocarro a GNV em Itália, apesar das chamas com mais de sete metros de alcance, o incêndio propagou de forma controlada:

Mais leve que o ar, o GNV é armazenado em cilindros a pressões entre 200 bar e 220 bar. É graças a um sistema de válvulas de segurança, que em caso de incêndio, o gás natural armazenado é libertado de forma controlada, evitando explosões.

É isso que podemos ver neste vídeo. O sistema de válvulas de segurança de três tanques, a libertar o gás natural de forma controlada evitando uma explosão.

Os veículos a gás natural em Portugal

De acordo com a GASMAN, a Associação Ibérica do Gás Natural, circulam atualmente nas estradas nacionais mais de 1000 veículos movidos a gás natural veicular (GNV).

Destes, cerca de 525 veículos são autocarros de passageiros ao serviço de empresas de transporte como a Carris, STCP, Transportes Urbanos de Braga e Transportes Coletivos do Barreiro.

A segunda maior fatia diz respeito a veículos pesados de mercadorias, num total de 225 veículos que operam no longo curso nos segmentos da carga geral e alimentar.

As vantagens do gás natural nos transportes

Segundo dados da GASNAM, o Gás Natural pode reduzir até 12% as emissões de gases de efeito de estufa relativamente a outros combustíveis fósseis.

RELACIONADO: GPL e GNV. O que são e quais as vantagens para frotas

No entanto, é na qualidade do ar que são alcançadas as maiores vantagens, segundo a GASNAM: reduções de 85% das emissões NOx (óxidos de azoto) e praticamente 100% no que se refere aos dióxidos de enxofre e de partículas.

Adicionalmente, devido ao ciclo de combustão destes motores, o ruído é reduzido em mais de 50% face aos veículos Diesel.

Mais artigos em Notícias