Primeiro Kimera EVO37 já foi entregue e é… «brutal»

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Restomod

Primeiro Kimera EVO37 já foi entregue e é… «brutal»

O primeiro exemplar do Kimera EVO37 foi entregue a um neerlandês residente na Suíça e não desiludiu: é o sonho de qualquer "petrolhead".

Cerca de 10 meses depois de ter sido apresentado, o primeiro Kimera EVO37 foi finalmente entregue ao seu (feliz!) proprietário.

O Kimera EVO37 com o número de chassis #001 foi entregue em St. Moritz, conhecida estância alpina na Suíça, foi apelidado de “Esmeralda”, muito por culpa do seu acabamento em verde escuro que contrasta com os faróis dianteiros amarelados.

As jantes com um acabamento central num tom de bronze escuro também não passam despercebidas e ajudam a que o exterior deste EVO37 seja tão impactante.

A NÃO PERDER: Foi assim que o Kimera EVO37 deixou marca no Rali de Monte Carlo
Kimera Evo37 perfil

No interior, quase todas as superfícies estão decoradas com um tom de verde semelhante ao da carroçaria ou então com uma tonalidade muito clara de castanho. Mas o detalhe mais digno de nota é mesmo o logótipo (e as cores) da Martini Racing nos cintos Sparco.

Tudo foi pensado até ao mais ínfimo detalhe por parte do proprietário deste modelo, um empresário neerlandês, que personalizou tudo a seu gosto graças a uns óculos de realidade virtual da Oculus.

Kimera Evo37 bancos

Com essa tecnologia, este petrolhead também foi capaz de fazer uma visita virtual às instalações da Kimera Automobili e acompanhar o processo de construção do seu EVO37.

Agora, pode finalmente conduzi-lo e aproveitar todo o trabalho que a pequena empresa italiana colocou neste modelo, que serve como uma homenagem ao Lancia 037.

As proporções face ao modelo original foram mantidas (é apenas ligeiramente mais comprido), mas praticamente tudo o resto mudou, a começar logo na carroçaria, que agora é em fibra de carbono, em vez de fibra de vidro.

Graças a isto, e ao recurso a elementos como kevlar, titânio, aço e alumínio durante a construção deste modelo, o EVO37 pesa cerca de uma tonelada.

Kimera Evo37 perfil

Igual ao modelo original também é a configuração, que continua a «montar» o motor atrás dos bancos, em posição longitudinal, e a ver o binário a ser enviado para as rodas traseiras através de uma caixa manual.

Quanto ao motor que o «anima», trata-se de um bloco de 2,1 litros — produzido pela Italtecnica — com quatro cilindros em linha que conta com um turbo e um compressor, uma solução idêntica utilizada no Lancia Delta S4.

Kimera Evo37

O resultado é uma potência máxima de 521 cv e 550 Nm de binário máximo e mesmo que a pequena marca italiana não revele os registos que este EVO37 é capaz de atingir, não há qualquer dúvida de que este restomod será muito rápido.

A NÃO PERDER: É assim que se conduz um Lancia LC2 de Le Mans na estrada

Para lidar com toda esta potência, nada foi deixado ao acaso, pelo que este EVO37 conta com uma suspensão de triângulos sobrepostos da Öhlins e travões carbocerâmicos da Brembo.

Kimera Evo37 traseira

E o preço?

Esta pequena empresa italiana já fez saber que vai construir apenas 37 exemplares, cada um com um preço base de 480 000 euros.

Até ao momento já foram vendidas 26 unidades, mas as restantes nove verão o preço crescer até aos 540 000 euros, uma vez que vão incluir alguns elementos que anteriormente eram opcionais, tais como a câmara traseira e o pack em fibra de carbono.

Sabe responder a esta?
Qual destes automóveis não tem base Dodge Viper?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Não parecem, mas estes desportivos são Dodge Viper “mascarados”

Mais artigos em Notícias