Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Fórum Kenshiki 2021

Toyota GR86 vai ser vendido na Europa apenas durante 2 anos. Porquê?

"Quando acabar, acabou". São as palavras definitivas da Toyota sobre a muito curta carreira que o GR86 vai ter no continente europeu.

Em Bruxelas, Bélgica

O novo Toyota GR86 deu-se a conhecer em solo europeu pela primeira vez e foi anunciado que será comercializado a partir da primavera de 2022.

No entanto, a carreira do desportivo japonês na Europa será anormalmente curta: apenas dois anos. Ou seja, o novo GR86 só estará em comercialização no «velho continente» até 2024.

Depois disso, desaparece de cena para não mais voltar, apesar da sua carreira continuar noutros mercados, como o japonês ou o norte-americano.

TÊM DE VER: Novo Toyota GR86 (2022) em vídeo. Melhor que o GT86?

Mas… Porquê?

As razões para a carreira tão curta do novo Toyota GR86 no mercado europeu não tem a ver, curiosamente, com as futuras normas de emissões.

Tem, sim, a ver com a introdução obrigatória de mais e novos sistemas de segurança em veículos na União Europeia, programada para começar em julho de 2022. Um assunto que já foi reportado na Razão Automóvel e entre os vários sistemas de segurança contemplados, encontramos alguns que têm levantado alguma controvérsia, como a «caixa negra» ou o assistente inteligente de velocidade.

A partir de julho de 2022 será obrigatório a instalação desses sistemas em todos os novos modelos lançados, enquanto os modelos que se encontrem em comercialização à data têm um período de dois anos para estar em conformidade com esses regulamentos — é precisamente aqui que «encaixa» o Toyota GR86.

O fim anunciado da sua comercialização coincide com o fim do período para ficar em conformidade com as novas regras.

Porque é que a Toyota não adapta o GR86?

Adaptar o novo GR86 para ficar em conformidade com os novos requisitos teria custos de desenvolvimento elevados, pois implicaria modificar extensivamente o coupé.

Toyota GR86
4 cilindros boxer, 2,4 l, naturalmente aspirado. Entrega 234 cv às 7000 rpm e tem 250 Nm às 3700 rpm.

No entanto, sendo um modelo novo, a Toyota não deveria ter considerado os novos requisitos durante a sua concepção? Os novos sistemas de segurança já são conhecidos há vários anos, pelo menos desde 2018, com o regulamento final a ter sido aprovado a 5 de janeiro de 2020.

VEJAM TAMBÉM: Subaru BRZ. Tudo sobre o novo desportivo da Subaru

A verdade é que a base do novo GR86 é fundamentalmente a mesma do antecessor, o GT86, um modelo lançado no distante ano de 2012, quando os novos requisitos nem sequer estavam em discussão.

Toyota GR86

Apesar da Toyota ter anunciado melhoramentos na plataforma, seria sempre necessário um trabalho aprofundado de reengenharia e, logo, mais custos de desenvolvimento, para poder acomodar todos os novos sistemas de segurança.

E agora?

Se já existia a suspeita de que o Toyota GR86 era o último do seu tipo, um coupé desportivo de tração traseira, razoavelmente acessível, com motor naturalmente aspirado e caixa manual, esta notícia como que o confirma… pelo menos aqui na Europa.

Em 2024 o GR86 deixará de ser comercializado, não havendo nenhum sucessor programado para tomar o seu lugar.

Toyota GR86

Mas caso haja mais à frente no tempo um sucessor, será, de alguma forma, eletrificado. A Toyota anunciou, também durante o Fórum Kenshiki, que até 2030 espera que 50% das suas vendas sejam de veículos zero emissões, e quer reduzir as emissões de CO2 em 100% até 2035.

Não vai haver lugar para um coupé desportivo de tração traseira, razoavelmente acessível, apenas e só equipado com um motor de combustão.

Mais artigos em Notícias