Motor Sponsor. A empresa que deu duas «voltas de avanço» à pandemia

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Entrevista

Motor Sponsor. A empresa que deu duas «voltas de avanço» à pandemia

Há uma nova geração a dinamizar o setor dos eventos de automóveis em Portugal. Entrevistámos André Marques, fundador da Motor Sponsor, uma das faces mais visíveis desta mudança.

Se pudéssemos recuar aos anos 90 e assistir a um fim de semana de corridas no Circuito do Estoril, muito provavelmente iríamos encontrar — no meio da ruidosa multidão de aficionados — um jovem que se destacava: André Marques, fundador da Motor Sponsor.

Enquanto os amigos disputavam o melhor lugar nos muros do Estoril para ver as corridas, André Marques focava a sua atenção noutra direção.

Uma direção que viria a alterar o rumo da sua carreira profissional:

Comecei a ir às corridas muito por influência do meu tio, João Pina Cardoso. Adorava as corridas, mas aquilo que prendia mesmo a minha atenção era o «reboliço» no paddock. Os mecânicos, os engenheiros, os comissários, os camiões… tudo!

VEJAM TAMBÉM: Regressei ao Honda Civic Type R EP3. A vida continua depois das 8000 RPM…
André Marques com o tio João Pina Cardoso

Foram estes fins de semana, onde a companhia da televisão e da bicicleta eram constantemente trocados pela companhia do tio e dos automóveis, que ditaram aquela que é hoje a sua atividade profissional:

Era impossível adivinhar a importância que aquelas idas ao Circuito do Estoril iam ter na minha vida. Desde essa altura que é no meio automóvel que me sinto em casa.

André Marques Motor sponsor © Bruno Ribeiro / Motor Sponsor

Os primeiros eventos

Foi precisamente no ambiente das corridas que André Marques recebeu, em 2008 e com 18 anos, a sua primeira proposta de trabalho. “Tinha acabado uma corrida do troféu Caterham e o Pedro Marreiros, com quem competi nesse fim de semana, parou ao meu lado, bateu-me no capacete e perguntou-me se queria ser instrutor de condução nos eventos da sua empresa”.

André Marques e Pedro Marreiros
O convite de Pedro Marreiros “contribuiu para o rumo que dei à minha carreira profissional”, admite André Marques.

Desde essa altura, André Marques nunca mais largou os eventos de automóveis, e tal como já tinha acontecido em criança, a paixão pelo paddock e pela logística das corridas falaram mais alto que uma eventual carreira no automobilismo.

Uma atividade que começou como instrutor de condução na Prime Promotion de Pedro Marreiros e, com o passar do tempo, em quase todas as agências do mercado ibérico: Lastlap, Auriga, Empista, Skill Driving, entre outras.

André Marques

Alguns anos mais tarde, a tempo inteiro, surge o convite da CRM de Tiago Raposo Magalhães, numa ligação profissional que durou vários anos:

A minha passagem na CRM foi muito intensa, das corridas aos track-days. Foram bons anos, mas chega uma altura em que precisamos de seguir o nosso próprio rumo.

Desta vontade nasceu em 2017 a Motor Sponsor. Uma empresa focada na comunicação e na organização de ações e eventos para o setor automóvel.

Equipa Motor Sponsor © Diogo Silva / Motor Sponsor

Desporto motorizado para todos

Após dois anos maioritariamente dedicados à prestação de serviços de comunicação e de fornecimento de instrutores para outras empresas, André Marques teve em 2019 a primeira oportunidade de dar à Motor Sponsor o rumo que tinha planeado desde início.

Uma “grande oportunidade”, como o próprio admite, que se materializou através dos pequenos Citroën C1 preparados para corridas de resistência:

O Troféu C1 Learn & Drive foi a nossa primeira grande conquista. Quando é que foi a última vez que um campeonato reuniu quase 50 carros e mais de 250 pilotos? São números importantes, mas o que queremos mesmo é que os clientes fiquem satisfeitos, acho que é esse o nosso objetivo.

Troféu C1

Um “sucesso” que André Marques justifica através de três vetores: diversão, competitividade e custos controlados. “Ao trazer o Troféu C1 para Portugal, conseguimos propor uma fórmula competitiva no panorama nacional, por uma fração do valor de outros campeonatos e sem cortar no essencial: organização, segurança e competitividade”.

“Podem não acreditar, mas só tive aquele sentimento de «missão cumprida» quando olhámos para o paddock e aos mais de 250 pilotos começámos a somar os mecânicos, as famílias, os amigos e o público nas bancadas. As corridas são isto”, remata André Marques.

RELACIONADO: Troféu C1 Learn & Drive 2022 estreia modalidade só para empresas. Inscrições abertas

Foi também nesse ano que Ricardo Leitão se juntou à Motor Sponsor. “Era a engrenagem que faltava para colocar o Troféu C1 Learn & Drive de pé”, admite André Marques. Uma engrenagem que viria a revelar-se fundamental em 2020…

André Marques e Ricardo Leitão, da Motor Sponsor
André Marques e Ricardo Leitão, os dois “motores” da Motor Sponsor. © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

Duas voltas de avanço à pandemia

O ano de 2020 é um ano de «má memória» para a maioria das empresas. Para a Motor Sponsor “não é diferente”, admitiu André Marques enquanto desviava o olhar para algumas fotografias desse ano, que ainda guarda no telemóvel. “Aqui tinhas mais cabelo”, lembrou Ricardo Leitão antes de soltar uma gargalhada.

Ricardo Leitão, André Marques e Guilherme Costa © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

“Isto ainda não passou, mas já conseguimos olhar para tudo com algum distanciamento e até rir de alguns episódios”, confessou-nos Ricardo Leitão. A Motor Sponsor foi a primeira empresa a organizar uma corrida de automóveis durante a pandemia:

Foi um dos maiores desafios que tivemos. Na altura ainda não havia o hábito de usar máscara. Hoje infelizmente ainda é normal, mas em junho de 2020 era uma novidade.

Na primeira prova no Algarve tivemos várias ameaças, tanto da Federação como dos proprietários do circuito, a dizer que paravam o evento a qualquer momento porque as pessoas não estavam a respeitar, e não era por mal, era porque ainda não estava interiorizado nas pessoas. Tínhamos todos os olhos postos em nós.

Ricardo Leitão em destaque © Bruno Ribeiro / Motor Sponsor

No final “tudo correu bem”, admite Ricardo Leitão, “preparámos vários cenários de contingência. Organizar eventos é muito isto: planear até à exaustão, isto liberta-nos tempo para agir mais rapidamente perante os imprevistos”. André Marques é mais peremptório:

Naquele fim-de-semana conseguimos dar duas voltas de avanço à pandemia. As corridas prosseguiram e tudo correu bem durante toda a época.

Mercedes-AMG GT no Estorial
A organização de track days é uma constante no calendário de atividades da Motor Sponsor.

Nem tudo são vitórias… nem corridas

A experiência adquirida em 2020 abriu portas para novos desafios em 2021. Apesar de, em termos desportivos, as listas de inscritos dos campeonatos promovidos pela Motor Sponsor terem sofrido um decréscimo, nos eventos para marcas de automóveis, as soluções criadas para “mitigar as restrições da pandemia, através de medidas de higiene e segurança”, revelaram-se vencedoras com esta área a ter um crescimento exponencial dentro da Motor Sponsor.

Passámos de uma grelha com quase 50 carros para 31. Mas as equipas têm vontade de regressar, isso é o mais importante.

Circuito do Estoril © Bruno Ribeiro / Motor Sponsor

É esta “confiança no futuro” que permitiu à Motor Sponsor fazer de 2021 um “tubo de ensaio” para o ano que se avizinha. “Em 2022 vamos arrancar com um novo campeonato, o Civic Atomic Cup. O Troféu C1 Learn & Drive continuará o seu trajeto, simplesmente agora terá um irmão mais velho… e mais rápido”, rematou Ricardo Leitão.

Honda Civic Type R da Civic Atomic Cup
A primeira unidade do Civic Atomic CUP em testes no Circuito do Estoril.

“A receptividade ao Civic Atomic Cup superou as nossas expectativas. A verdade é que a competitividade dos carros e os custos são muito interessantes. Além disso vamos ter uma grelha muito variada, com pilotos consagrados e jovens promessas”, terminou.

RELACIONADO: Civic Atomic Cup. O regresso dos Honda Civic Type R às pistas nacionais

Fora das pistas, a Motor Sponsor continuará a promover a organização de eventos para agências e marcas de automóveis. “Diversificar a nossa atividade foi fundamental para o nosso futuro. Nascemos como promotores de eventos, desportivos e comerciais, para o setor automóvel e é nessa linha que queremos continuar”.

Em 2022 a Motor Sponsor celebrará cinco anos de existência. E André Marques continua no mesmo sítio onde o podíamos encontrar há mais de 20 anos: junto aos muros dos circuitos internacionais, atento a todas as corridas, dentro e fora do asfalto.

André Marques da Motor Sponsor © Bruno Ribeiro / Motor Sponsor

 

Mais artigos em Notícias