Este é, talvez, o primeiro Bugatti Chiron a «visitar» um banco de potência. Como se saiu?

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Vídeos

Este é, talvez, o primeiro Bugatti Chiron a «visitar» um banco de potência. Como se saiu?

Um dos automóveis mais potentes do mundo, o Bugatti Chiron foi levado ao banco de potência para comprovar aquilo de que é capaz.

O Bugatti Chiron praticamente dispensa apresentações. E apesar de já contar com cinco anos de vida, ao que parece, nunca ninguém tinha levado o incomum hipercarro gaulês a um banco de potência para confirmar os generosos números que anuncia.

Antes de avançarmos mais, deixem-nos relembrar-vos os números do Chiron: atrás dos ocupantes encontramos um motor W16 com quatro turbos e 8,0 l de capacidade que debita 1500 cv e 1600 Nm de binário.

Números que permitem ao Chiron alcançar os 420 km/h (limitados eletronicamente) e cumprir os 0 aos 100 km/h em 2,5s, chegar aos 200 km/h em 6,5s e aos 300 km/h em 13,6s.

A NÃO PERDER: Acham o Chiron Pur Sport caro? Os custos de manutenção não ficam atrás
Bugatti Chiron

Feitas as apresentações, convém dizer que só o ato de «acomodar» o hipercarro francês no banco de potência não foi tarefa fácil. Para começar foi necessário remover a carenagem na parte inferior da carroçaria que assegura um maior desempenho aerodinâmico.

Depois disso, a avantajadas dimensões do Chiron obrigaram a um cuidado especial na hora de o colocar no banco de potência. É que os rolos do banco de potência medem 2,05 m e o Chiron mede… 2,03 m de largura.

Os resultados

Uma vez no banco de potência foi hora de ver se o Bugatti Chiron faz justiça aos números anunciados. A consumir gasolina de 93 octanas (equivalente à nossa 98) o hipercarro alcançou no banco de potência da Cannonball Garage em Gilberts, no estado norte-americano do Illinois, valores condizentes com os seus pergaminhos.

A potência máxima medida às rodas (ou seja, já contando com as perdas de transmissão) foram 1389 cv alcançados às 6620 rpm. Já o binário, também medido às rodas, foi de 1577 Nm obtidos às 5060 rpm. Isso significa que à cambota, atinge e ultrapassa os valores de fábrica.

Perante estes valores é caso para dizer que o Bugatti Chiron não só promete como é capaz de cumprir.

Sabe responder a esta?
Qual era a potência do Bugatti Type 10?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Foi há 110 anos que nasceu o primeiro automóvel da Bugatti

Mais artigos em Notícias