Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Vídeos

Novo Opel Astra (vídeo). O último com motor a combustão

O novo Opel Astra só chega a Portugal no primeiro trimestre do próximo ano, mas nós já o vimos e até já nos sentámos nele. Fiquem com o vídeo.

Há cerca de dois meses já o tínhamos conduzido, em Rüsselsheim, na Alemanha, mas só agora o vimos pela primeira vez por “terras” portuguesas. Eis o novo Opel Astra, que chega a Portugal no primeiro trimestre de 2022 com um novo design, mais tecnologia e novas motorizações.

A Opel tem uma longa tradição no que a familiares compactos diz respeito. Tudo começou em 1936, com o primeiro Kadett, que acabaria por mudar de nome — para Astra — em 1991. Desde aí o Astra já soma cerca de 15 milhões de unidades vendidas, número que mostra bem a importância deste modelo para a marca alemã.

E este novo Astra tem tudo para dar continuidade a esta história de sucesso. Pela primeira vez deixa a base técnica da General Motors e adota a mesma base mecânica do novo Peugeot 308 e do DS 4 (EMP2). E a isso ainda soma o facto de ser o último Astra a usar motores de combustão (a Opel será 100% elétrica a partir de 2028), como vos explicamos no nosso mais recente vídeo no YouTube:

https://youtu.be/GAkRqVSQeno

A NÃO PERDER: Opel Grandland renovado. Já o conduzimos e sabemos quanto vai custar

Imagem marcante

Mas falar do novo Astra obriga a começar logo pela imagem, já que é por aí que este novo compacto alemão se começa a destacar. A dianteira com a assinatura Vizor — que já conhecemos do Mokka — não passa despercebida e garante ao novo Astra uma enorme presença em estrada.

Juntamente com a assinatura luminosa rasgada, que é sempre em LED em todas as versões (opcionalmente podem optar por iluminação Intellilux com 168 elementos em LED) e com o vinco muito pronunciado no capô, a grelha dianteira deste Astra, que esconde todos os sensores e radares dos sistemas de ajuda à condução, confere a este modelo um caráter especial, mas sempre em linha com a linguagem visual da marca.

Opel Astra L

De perfil, é o pilar traseiro muito inclinado, a linha de ombros muito musculada e as curtas projeções dianteiras e traseira que mais saltam à vista.

Interior digital

Mas se o Astra mudou muito por fora, acreditem que por dentro as alterações não foram menos impressionantes. É notória uma aposta na digitalização e na facilidade de utilização.

LEIAM TAMBÉM: E se um novo Opel Astra GSi fosse assim?

Comandos físicos só mesmo os indispensáveis, a instrumentação é sempre digital e o ecrã central multimédia permite integração (sem fios) com smartphone através de Android Auto e Apple CarPlay. Estes dois ecrãs podem ter até 10” cada e surgem integrados num único painel, criando uma espécie de superfície contínua em vidro — Pure Panel — que resulta muito bem visualmente.

Opel Astra L

O tabliê muito limpo e com linhas muito horizontais é complementado por uma consola central também ela muito mais simples, ainda que esconda vários espaços de arrumação e um compartimento de carregamento para o smartphone.

Os bancos — com certificado AGR de ergonomia — são muito confortáveis e permitem um encaixe muito satisfatório. Atrás, na segunda fila de bancos, além de duas saídas de ventilação ao centro e uma porta USB-C, temos espaço suficiente para que dois adultos se consigam acomodar de forma confortável.

A NÃO PERDER: 1200 cv num Opel Corsa B GSi serão suficientes para bater um Ferrari 488 Pista?

Na bagageira, e por culpa das dimensões ligeiramente superiores, o Astra passou a oferecer 422 litros de capacidade, mais 50 litros do que o modelo da geração atual.

Bagageira

No geral, o interior do novo Astra sente-se bem mais agradável e é notório um salto em termos de qualidade, mesmo que a versão que a Opel mostrou aos jornalistas em Portugal seja de “pré, pré, pré, pré produção”, como os próprios responsáveis da marca alemã explicaram.

Mas isso apenas se faziam notar em algumas falhas em junções e em alguns ruídos, algo que certamente será corrigido na versão final de produção.

Descubra o seu próximo carro

Olá, eletrificação!

A Opel está apostada na eletrificação e já confirmou que quer ter versões elétricas de todos os seus modelos até 2024, quatro anos antes da transição completa para as “zero emissões”, que se dará a partir de 2028.

LEIAM TAMBÉM: NOVO PEUGEOT 308. Do mais barato ao mais caro, testámos todas as versões

E por isso mesmo, este novo Astra apresenta-se pela primeira vez com versões híbridas plug-in (PHEV) e em 2023 vai receber uma variante exclusivamente elétrica (Astra-e). Mas apesar de tudo continua a oferecer motorizações Diesel e a gasolina, com a marca germânica a defender — por enquanto — o “poder da escolha”.

Opel Astra L porta carregamento

Começando pelas versões híbridas plug-in, que são duas, elas têm por base um motor 1.6 turbo a gasolina, um motor elétrico de 81 kW (110 cv) e uma bateria de iões de lítio de 12,4 kWh. A versão menos potente terá uma potência máxima combinada de 180 cv e a mais potente de 225 cv.

Em termos de autonomia, e apesar de o número final ainda não ter sido homologado, a Opel espera que o Astra PHEV seja capaz de cumprir 60 km livres de emissões.

Opel Astra L

Quanto às versões de combustão, elas terão por base apenas dois motores: o 1.2 turbo de três cilindros a gasolina com 130 cv e o 1.5 turbo Diesel com 130 cv. Em ambos os casos podem ser associados a uma caixa manual de seis velocidades ou a uma caixa automática de oito relações.

A NÃO PERDER: Aquela traseira não engana. Fotos-espia mostram a carrinha do novo Opel Astra

E a carrinha?

Como não poderia deixar de ser, pelo menos no mercado português, onde este tipo de carroçaria ainda continua a ter alguns adeptos, o Astra também vai chegar ao mercado na variante mais familiar (carrinha), denominada Sports Tourer.

A revelação está agendada para o próximo dia 1 de dezembro, mas o lançamento só é esperado na segunda metade de 2022.

Opel Astra carrinha fotos-espia © Razão Automóvel

Preços

Já a versão de cinco portas, que acabámos de conhecer ao vivo, chega aos concessionários da Opel no nosso país no primeiro trimestre do próximo ano, mas pode ser encomendada a partir da próxima semana. Os preços arrancam nos 25 600 euros.

 

Sabe responder a esta?
Em que ano foi lançado o Opel Tigra?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Lembras-te deste? Opel Tigra, o “coupé do povo”

Mais artigos em Notícias