Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Despedidas

NSX Type S. O adeus ao Honda NSX faz-se com série especial e limitada

O Honda NSX Type S marca a despedida do superdesportivo híbrido japonês, cuja carreira terminará no final de 2022. Série especial será limitada a 350 unidades.

Iniciada em 2016, a história da segunda geração do Honda NSX (Acura nos EUA) já tem data prevista para o seu fim: dezembro de 2022. Ora, para que o seu superdesportivo se despedisse “em grande”, a Honda vai revelar a série limitada NSX Type S, a ser revelada já no próximo dia 12 de agosto, no evento Monterey Car Week.

Limitada a apenas 350 unidades (300 para os EUA, 30 para o Japão e 20 para o resto do mundo), o Honda NSX Type S “segue as pisadas” das versões limitadas da primeira geração do NSX entre as quais se contam o NSX Zanardi Edition (51 unidades), NSX-R (483 unidades), NSX Type S (209 unidades) e NSX Type S-Zero (30 unidades).

Curiosamente, esta será a primeira vez que o NSX Type S será comercializado fora do Japão. Para já ainda não a pudemos ver por completo, contudo a Honda revelou uma série de teasers onde deixa antever alguns dos detalhes da versão que representa o “canto do cisne” do superdesportivo híbrido.

A NÃO PERDER: Novo Honda HR-V será apenas híbrido. Os detalhes da sua única motorização
Acura NSX Type S
Nos teasers o NSX Type S apareceu com as “roupagens” da Acura.

O que já sabemos

Com estreia marcada para 12 de agosto, o novo Honda NSX Type S vai oferecer, segundo a marca japonesa, “mais potência, uma aceleração mais rápida, uma dinâmica mais precisa e uma experiência de condução mais emocionante”.

Para já, tudo o que sabemos é que os Honda NSX Type S, ou Acura NSX Type S (como são vendidos nos EUA, local onde também são produzidos), vão contar com uma versão melhorada do 3.5 V6 biturbo e do sistema Sport Hybrid SH-AWD, ainda não se sabendo como isso se traduzirá nos números do superdesportivo.

Como elemento de comparação, os NSX “normais” retiram do seu conjunto híbrido 581 cv de potência máxima combinada, com o V6 biturbo de 3.5 l a debitar 507 cv e a ser auxiliado por dois motores elétricos (um acoplado ao motor e outro situado no eixo dianteiro, garantindo tração às quatro rodas).

LEIAM TAMBÉM: Regressei ao Honda Civic Type R EP3. A vida continua depois das 8000 RPM…

No capítulo estético, os teasers até agora revelados deixam antever a adoção de alguns logótipos específicos, jantes de cinco raios, pinças de travão vermelhas, elementos em fibra de carbono, um difusor de maiores dimensões e, claro está, uma placa a identificar o número de cada uma das 350 unidades.

No total, já foram produzidos 2500 unidades desta geração do Honda NSX, um valor modesto para um modelo à volta do qual foi criada uma enorme antecipação (motivada também pelos inúmeros protótipos que ao longo de quase 10 anos o foram antecipando). Agora, estas 350 unidades do NSX Type S marcam a mais que provável despedida da Honda dos superdesportivos.

Sabe responder a esta?
Em que modelo se baseava o Honda Crossroad?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Não estão a ver mal. É mesmo um Honda
Em cheio!!
Vá para a próxima pergunta

ou leia o artigo sobre este tema:

Não estão a ver mal. É mesmo um Honda

Mais artigos em Notícias