Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Indústria

Fim dos motores de combustão em 2035? A Ferrari diz não ter problemas com isso

Ao contrário do esperado, a Ferrari não teme o fim dos motores de combustão proposto pela Comissão Europeia, falando até nas oportunidades que trará.

Desde sempre associada a potentes (e “gulosos”) motores de combustão, especialmente os seus gloriosos V12, a Ferrari parece apostada em abraçar a transformação da indústria automóvel rumo à eletrificação e a prová-lo estão as declarações do seu presidente e atual diretor executivo, John Elkann.

Após anunciar ganhos de 386 milhões de euros no segundo trimestre de 2021, John Elkann foi questionado acerca da posição da Ferrari em relação ao fim dos motores de combustão em 2035 proposto pela Comissão Europeia.

Se a pergunta nada tem de surpreendente, o mesmo não podemos dizer acerca da resposta dada por Elkann, que rapidamente afirmou que, para a Ferrari, o novo regulamento é… bem-vindo! Pois é, para John Elkann “As oportunidades criadas pela eletrificação, digitalização e outras tecnologias permitirão fazer produtos ainda mais distintos e exclusivos”.

A NÃO PERDER: Porque não chamaram Dino ao novo Ferrari 296 GTB?
Ferrari F40, F50 e Enzo
Após largos anos “dedicada” às octanas, a Ferrari parece apreciar a “ascensão dos eletrões”.

Com o primeiro Ferrari 100% elétrico agendado para 2025, esta não é a primeira vez que a eletrificação parece ser vista com “bons olhos” nas hostes da marca do cavallino rampante. Há uns meses Elkann relembrou numa reunião com acionistas que a a eletrificação (neste caso à base de híbridos plug-in) era uma “grande oportunidade de levar a exclusividade e a paixão da Ferrari para as novas gerações”.

Tudo para o futuro

Esta postura em relação à possível (e provável) proibição da venda de automóveis novos com motor de combustão interna na União Europeia a partir de 2035 acaba por, em parte, ajudar a compreender a escolha de Benedetto Vigna, o novo diretor executivo da Ferrari que assumirá funções a partir do próximo dia 1 de setembro, um executivo sem experiência no mundo automóvel, mas um veterano no mundo da… eletrónica e tecnologia.

Vigna era o líder da maior divisão da STMicroelectronics e, segundo Elkann, “o seu profundo conhecimento das tecnologias que impulsionam muitas das mudanças na indústria automóvel e a sua comprovada inovação, capacidade de criar negócios e habilidades de liderança irão fortalecer ainda mais a Ferrari (…) na empolgante era que se avizinha”.

Benedetto_Vigna
Benedetto Vigna, o homem que a partir de 1 de setembro vai assumir as funções de CEO da Ferrari.

A empresa onde Benedetto Vigna era presidente desenvolveu, por exemplo, um acelerómetro miniaturizado para a Nintendo Wii (2006), assim como desenvolveu um giroscópio miniaturizado de três eixos que foi estreado pelo iPhone 4 da Apple em 2010. Talvez mais relevante, entre os clientes da STMicroelectronics, podemos encontrar a Tesla.

Apesar da sua especialidade estar relacionada mais com semicondutores e chips — as patentes em seu nome já são na casa das centenas —, os seus conhecimentos nesta área podem revelar-se fundamentais para que a Ferrari navegue até bom porto nestas águas turbulentas de transformação pela qual a indústria automóvel passa.

Uma das suas principais tarefas poderá ser o estabelecimento de parcerias entre a Ferrari e empresas tecnológicas, tudo com o objetivo de ajudar a marca italiana na transição para a “era elétrica” e também digital. O objetivo passa por tornar a Ferrari, considerada uma marca de luxo, também numa líder no campo da tecnologia automóvel.

Acerca dessas parcerias, John Elkann afirmou: “Acreditamos que dentro da indústria automóvel e, mais importante, fora da nossa indústria, vamos beneficiar muito com parcerias e programas conjuntos”.

Fonte: Reuters.

Sabe responder a esta?
Em que ano foi revelado o Ferrari 365 GT4 BB?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Fomos enganados. Afinal BB em Ferrari 365 GT4 BB não significa Berlinetta Boxer

Mais artigos em Notícias