Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Desporto Motorizado

Adeus MotoGP. Valentino Rossi anuncia o seu futuro nos automóveis

Valentino Rossi acaba de anunciar o fim da sua longa e vitoriosa carreira no MotoGP. Mas o piloto italiano vai continuar a competir, agora nas quatro rodas.

Valentino Rossi anunciou esta quinta-feira que vai retirar-se do MotoGP. É o «adeus» do piloto mais mediático — e para muitos o melhor de todos os tempos — da disciplina rainha do motociclismo mundial.

O piloto italiano de 42 anos avançou que esta será a sua última temporada — a 26.ª no Mundial de Motociclismo. É o fim de uma longa e gloriosa carreira que contabilizou nove campeonatos do mundo, 115 vitórias e 199 pódios.

Números que ainda podem mudar até ao último GP da temporada, a 14 de novembro, em Valência.

A NÃO PERDER: Valentino Rossi na Fórmula 1. A história completa

O futuro de Valentino Rossi

Hoje, Rossi não é apenas um piloto, é uma marca mundial que fatura milhões e que é quase tão grande quanto a própria modalidade. Mas como fez questão de recordar aos jornalistas durante o anúncio da sua retirada do MotoGP, apesar da dimensão do seu legado “no meu íntimo, sinto que sou e serei sobretudo um piloto até ao fim dos meus dias”, referiu o piloto italiano.

Niki Lauda e Valentino Rossi. O reconhecimento de Valentino Rossi é transversal ao desporto motorizado. Foi o primeiro motociclista da história a ser distinguido ao mais alto nível pelo prestigidado British Racing Drivers Club — ver aqui.

Foi por isso que Valentino Rossi fez questão de anunciar que não se vai despedir das corridas. Além da gestão da marca VR46, e das equipas com o seu nome em Moto3, Moto2 e MotoGP, vai acumular as funções de piloto em competições automóveis.

A minha grande paixão são as corridas de motas. Mas as corridas de automóveis também ocupam um enorme espaço no meu coração.

A carreira de Valentino Rossi começou no karting. Porém, a falta de recursos financeiros, fez com que o seu pai, o ex-piloto Graziano Rossi, iniciasse Valentino Rossi nas duas rodas.

Questionado relativamente à modalidade em que vai competir, Valentino Rossi disse que “ainda não está decidido (…), esse é um assunto que Uccio Salucci está a tratar”.

Valentino Rossi na Fórmula 1?

O piloto italiano não é um «estranho» na competição automóvel — foi inclusivamente o primeiro primeiro motociclista a ser distinguido pela British Racing Drivers Club (BRDC).

De 2004 a 2007, foi também cobiçado pela Fórmula 1 — recordem a história completa sobre esse tópico — onde mostrou rapidez e consistência para medir forças com nomes como Michael Schumacher. No entanto, aos 42 anos de idade, uma carreira na Fórmula 1 está totalmente colocada de parte.

Parte da família. É assim que a Ferrari considera Valentino Rossi.

Nos ralis, Rossi também mostrou talento e rapidez, tendo batido inclusivamente Colin McRae no Rali de Monza em 2005. Mais recentemente, Valentino Rossi tem corrido com regularidade em corridas de resistência, sendo esta opção a mais provável para o seu futuro desportivo nas quatro rodas.

Seja qual for a modalidade, uma coisa é certa: onde Valentino Rossi estiver, vai estar uma legião de fãs. A mesma legião que durante quase 30 anos pintou de amarelo as bancadas dos circuitos por onde passou o MotoGP.

Esta imagem é do Festival de Goodwood. O maior festival do mundo dedicado aos automóveis vestiu-se de amarelo para receber Valentino Rossi.

Mais artigos em Notícias