Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Conversão

Solução de futuro? O Citroën DS original foi eletrificado

Um dos modelos mais icónicos da história automóvel, o Citroën DS, não "escapou" à eletrificação. Os "culpados"? Os britânicos da Electrogenic.

Originalmente lançado em 1955, o Citroën DS era claramente futurista e muitos dizem que ainda o é. Fosse pela suspensão inovadora hidropneumática ou pelos faróis direcionais, tudo no DS o colocava à frente do seu tempo, exceto, curiosamente, o seu motor, que já vinha da década de 30.

Ora, cientes de que os motores elétricos são, para muitos, o futuro do automóvel, os britânicos da Electrogenic decidiram compor o ramalhete futurista do DS dando-lhe um motor elétrico.

Para o fazer “pegaram” num Citroën DS21 de 1971, retiraram-lhe o vetusto motor de quatro cilindros e 2.0 l a gasolina e instalaram no seu lugar um motor elétrico designado por Hyper9, que oferece 122 cv (90 kW) de potência e 235 Nm enviados às rodas dianteiras.

A NÃO PERDER: Do Alasca à Terra do Fogo. Citroën Traction Avant vai fazer viagem épica de 40 000 km
Citroën DS Elétrico
Pelo interior ninguém diria que este DS é elétrico.

A alimentar o motor elétrico encontramos uma bateria com 48,5 kWh de capacidade que permite percorrer 225 km entre carregamentos. Quando esta se esgota um carregador interno de 29 kW permite repor a totalidade da autonomia em somente duas horas!

Já para quem quer parar menos vezes nos postos de carregamento, a Electrogenic oferece uma bateria maior com uma autonomia de 322 km.

Mudar somente o necessário

Como é óbvio, a troca do motor de combustão por um elétrico é uma mudança considerável. Ainda assim, a verdade é que, sempre que pôde, a Electrogenic optou por manter a originalidade do modelo francês, algo que é bem evidente pela ausência de alterações estéticas no interior e exterior.

A caixa de velocidades manual original com o comando na coluna de direção continua presente fazendo deste Citroën DS mais um elétrico com caixa manual, uma solução já vista no protótipo Opel Manta GSe ElektroMOD.

Também a suspensão hidropneumática continua presente, apesar do desaparecimento do motor de combustão que assegurava o seu funcionamento ter sido reformado. Agora conta com uma bomba hidráulica elétrica manifestamente mais silenciosa que o sistema original.

Responsável pela eletrificação de clássicos como o Jaguar E-Type, Volkswagen Beetle, Triumph Stag ou o Rolls-Royce Silver Shadow, a Electrogenic ainda não revelou quanto custa transformar o Citroën DS num modelo 100% elétrico.

LEIAM TAMBÉM: Como seria um Alfa Romeo Giulia GTA a eletrões? O Totem Automobili GT Electric é a resposta

Quanto a esta transformação, o diretor e co-fundador da Electrogenic, Steve Drummond, afirmou: “o objetivo destas transformações é potenciar as características originais do carro (…) o Citroën DS é ideal para uma conversão elétrica pois esta permite uma condução serena que se adequa perfeitamente ao caráter do carro”.

Sabe responder a esta?
Qual era a potência do Peugeot 106 Electric?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Este é o Peugeot 106 Electric, o antepassado do e-208

Mais artigos em Notícias