Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Transformação

Jerrari. O antepassado não oficial do Ferrari Purosangue que talvez não conheçam

Meio Ferrari, meio Jeep Wagoneer, o Jerrari resultou da intransigência de Enzo Ferrari e do engenho de um cliente da marca italiana.

Cada vez mais próximo da produção, o Purosangue marcará o início de uma nova era na Ferrari, estabelecendo-se como o primeiro SUV da marca italiana. Sem qualquer antepassado direto, tem no peculiar Jerrari o mais próximo de um antecessor.

O Ferrari Jerrari, foi o resultado de mais um “choque” de opiniões entre o famoso Enzo Ferrari e um dos seus clientes (o mais famoso “confronto” deu origem à Lamborghini).

Proprietário de um casino, Bill Harrah viu um dos seus mecânicos destruir o seu Ferrari 365 GT 2+2 DE 1969 num despiste durante uma tempestade de neve perto de Reno, nos EUA. Perante este acidente, Harrah pensou “o ideal para estas condições era um Ferrari 4×4”.

A NÃO PERDER: 296 GTB. Primeiro Ferrari de produção com motor V6 é um híbrido plug-in

Reza a lenda que Bill Harrah estava de tal forma convencido da genialidade da sua ideia que terá contactado Enzo Ferrari para que a marca lhe fizesse um carro com essas características. Escusado será dizer que, tal como fez com Ferrucio Lamborghini, o “il Commendatore” respondeu com um claro “não” a tal solicitação.

O Jerrari

Insatisfeito com a recusa de Enzo Ferrari mas ainda “apaixonado” pelas linhas dos modelos de Maranello, Bill Harrah decidiu resolver ele mesmo o assunto e pediu aos seus mecânicos que instalassem a dianteira do 365 GT 2+2 acidentado na carroçaria de um Jeep Wagoneer, criando assim um “SUV Ferrari”.

Designado Ferrari Jerrari, este produto de “corte e costura” recebeu ainda o V12 com 320 cv do Ferrari que passou a estar associado à transmissão automática de três relações usada pelo Wagoneer e a enviar o seu binário às quatro rodas.

LEIAM TAMBÉM: Este simulador da Ferrari é o mais perto de se ter um F1 na sala

Alguns anos depois o Jerrari acabaria por perder o V12 para outro Jeep Wagoneer (este já sem a dianteira de um Ferrari e conhecido como Jerrari 2), passando a recorrer ao V8 de 5.7 litros da Chevrolet que ainda hoje o anima.

Com apenas 7000 milhas no odómetro (perto de 11 mil quilómetros), este SUV “emigrou” em 2008 para a Alemanha, onde hoje procura um novo dono, estando à venda no site Classic Driver mas sem que o seu preço tenha sido revelado.

Ferrari Jerrari
O curioso logótipo que “denuncia” a origem mista deste carro. Os restantes logótipos são os da Ferrari. Classic Driver

Sabe responder a esta?
Em que ano foi revelado o Ferrari 365 GT4 BB?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Fomos enganados. Afinal BB em Ferrari 365 GT4 BB não significa Berlinetta Boxer

Mais artigos em Notícias