Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Antevisão

Cinco cilindros, tração integral e vetorização de binário. Tudo o que já sabemos do radical Audi RS 3

Com um novo sistema de tração integral com vetorização de binário, o Audi RS 3 mantém-se fiel ao motor turbo de cinco cilindros nesta nova geração.

Apesar de ainda não o termos visto sem camuflagem, aos poucos o novo Audi RS 3 (sedã e Sportback) tem-se dado a conhecer e, verdade seja dita, pelo que temos descoberto do novo mega-hatch a proposta da marca de Ingolstadt promete bastante.

Comecemos pelo seu “coração”. Numa era de cada vez maior estandardização, a Audi resistiu à tentação de dotar o RS 3 com o motor de quatro cilindros, por exemplo, do Volkswagen Golf R (o EA888 evo4) e equipou-o com o mesmo cinco cilindros em linha turbo com 2.5 l, o EA850, usado pelo antecessor.

Isto quer dizer que à disposição do pé direito encontram-se 400 cv e 500 Nm. Apesar de a potência ser igual à debitada na geração anterior esta passou a estar disponível um pouco mais “cedo”, 250 rpm para sermos precisos, chegando entre as 5600 e 7000 rm. Já o binário cresceu 20 Nm e está disponível entre as 2250 rpm e as 5600 rpm.

A NÃO PERDER: O último Audi com motor de combustão será lançado em 2026, mas…
Audi RS 3
O escape passou a ter uma válvula totalmente variável na sua abertura.

Associado a uma caixa automática de dupla embraiagem com sete relações, este envia o binário às quatro rodas por intermédio de um novo sistema de tração integral. Tudo isto permite ao novo Audi RS 3 cumprir os 0 aos 100 km/h em apenas 3,8s e alcançar os 290 km/h (no caso das versões com travões cerâmicos opcionais).

RS Torque splitter, a “magia” de dividir o binário

Como vos dissemos o sistema de tração integral é novo e tem como grande novidade o sistema torque splitter, que permite a vetorização do binário no eixo traseiro. Ou seja, agora o binário não é só dividido entre o eixo dianteiro e o traseiro (que tem autoblocante), como atrás este pode ser enviado apenas para uma roda (até 100%!).

Mais leve 8 kg que o sistema usado até agora, este ajuda a “disfarçar” o aumento de 40 kg do Audi RS 3 face ao seu antecessor: o RS 3 Sportback pesa 1570 kg e o sedã 1575 kg.

Este novo sistema incorpora duas embraiagens controladas eletronicamente (uma para cada eixo de transmissão traseiro) e trouxe consigo dois novos modos de condução ao sistema “Audi Drive Select”. Assim, além dos modos “Comfort”, “Auto”, “Dynamic”, e “Efficiency” temos os modos “RS Performance” e “RS Torque Rear Mode” (ou “RS Drift Mode”).

Audi RS 3

Começando pelo primeiro, este visa assegurar o máximo de eficácia em pista. Gerindo o envio de binário por forma a eliminar a subviragem e sobreviragem, o modo “RS Performance” foi pensado para conseguir voltas mais rápidas. Já o “RS Drift Mode” vê as suas intenções denunciadas pelo seu nome. Focado em provocar uma sobreviragem controlada, este modo envia sempre mais binário para o eixo traseiro, produzindo um efeito semelhante ao que vemos no Mercedes-AMG A 45 e ajudando o condutor a praticar os famosos drift.

VEJAM TAMBÉM: Q4 e-tron em vídeo. O 100% elétrico mais barato da Audi

As ligações ao solo não foram esquecidas

Dotado com jantes de 19” é possível, pela primeira vez, equipar o Audi RS 3 com pneus semi-slick Pirelli Trofeo R. Já de série conta com uns não menos eficazes Pirelli P Zero.

Ainda no campo das ligações ao solo, o novo RS 3 estará disponível com dois tipos de suspensão: uma passiva com amortecedores específicos para o RS 3 e outra ativa que permite a cada amortecedor reagir às imperfeições da estrada e ajustar a dureza do amortecimento. Já a direção progressiva é oferecida de série.

Por fim, também a travagem foi alvo de melhorias, apresentando-se com discos de 375 mm e seis pistões à frente e de 310 mm e um pistão atrás. Já em opção o Audi RS 3 poderá ser equipado com discos dianteiros carbo-cerâmicos de 380 mm.

Com a sua apresentação marcada para breve, resta agora ficar a conhecer as linhas do novo Audi RS 3 e os seus preços.

Sabe responder a esta?
Qual era a potência da Audi RS2?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

As carrinhas desportivas mais radicais de sempre: Audi RS2

Mais artigos em Notícias